PUBLICIDADE
Topo

Futebol

4 vezes em que times brasileiros humilharam o Barça

Capa do jornal Mundo Deportivo depois da goleada do São Paulo sobre o Barça - Reprodução
Capa do jornal Mundo Deportivo depois da goleada do São Paulo sobre o Barça Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

19/10/2017 04h00

Engana-se quem acha que o Barcelona sempre leva a melhor contra times brasileiros. Em 54 jogos, são 21 vitórias e 21 derrotas, com 12 empates. Em finais de Mundial, derrotas para São Paulo e Internacional, mesmo com todo o favoritismo. Já perdeu em casa para Flamengo, Palmeiras, Botafogo e Grêmio. Mas só quatro times brasileiros já conseguiram humilhar o gigante catalão: 

  • Reprodução/VascoTV

    Vasco

    O Vasco já tinha derrotado o bicampeão europeu Real Madrid durante a excursão para a Europa em 1957, mas o melhor ainda estava por vir. No dia 23 de junho daquele ano, o Barcelona recebeu o time carioca para um amistoso em seu antigo estádio Les Corts, três meses antes da inauguração do Camp Nou. E tomou uma surra de 7 a 2, com três gols de Laerte e dois de Vavá. O brasileiro Evaristo de Macedo, que jogava no time catalão, passou em branco. O Vasco é o clube brasileiro que mais enfrentou o Barça: foram 11 jogos, três vitórias, quatro derrotas e quatro empates. A última vitória cruzmaltina foi pelo Troféu Ciudad de Sevilla de 1992: o time de Joel Santana fez 3 a 1 no Barça comandado por Johan Cruyff com gols de Edmundo, Júnior e Luís Carlos Winck .

  • Santos

    Em sete jogos contra o Barcelona, o Santos só tem uma vitória, e foi logo no primeiro encontro entre os dois times, um amistoso em junho de 1959. E que vitória. Pelé marcou duas vezes, Dorval fez outros dois e Coutinho completou a goleada por 5 a 1 em pleno Camp Nou. Evaristo de Macedo descontou para os catalães. Dois dias antes, aquele time do Santos já tinha feito 7 a 1 na Inter de Milão, e a Europa conhecia a força do esquadrão comandado por Pelé. No entanto, o Barcelona levou a melhor nas seis partidas seguintes contra o Peixe, incluindo a final do Mundial de 2011 e a goleada por 8 a 0 em 2013.

  • São Paulo

    O torcedor são-paulino sempre vai lembrar do Barcelona por causa da vitória na final do Mundial de 1992, mas nem todos lembram que, poucos meses antes, o tricolor paulista já tinha feito 4 a 1 naquele time comandado pelo craque búlgaro Hristo Stoichkov. Foi na decisão do Troféu Teresa Herrera, em jogo realizado no estádio Riazor, em La Coruña. O Barça saiu na frente com Salinas, mas o São Paulo virou com gols de Muller, Maurício e dois de Raí. Um presságio do que aconteceria no Japão. Dias depois, o time de Telê Santana ainda golearia o Real Madrid por 4 a 0 pelo Troféu Ramón de Carranza.

  • Divulgação Corinthians

    Corinthians

    Contra o Barça, O Corinthians venceu todos os quatro duelos. O mais marcante foi no dia 24 de junho de 1959, um amistoso no Camp Nou. Um jogaço de oito gols e uma grande exibição de Tite para o Corinthians. Não o técnico, mas o atacante Tite Vieira, autor dos gols que definiram aquela vitória por 5 a 3. Evaristo abriu o placar para o Barça, Luizinho empatou logo em seguida, mas Czibor fez 2 a 1 para o time da casa. Aí começou o massacre corintiano, com gols de Bataglia, Índio e dois de Tite: 5 a 2 para o Corinthians. Evaristo ainda descontou de pênalti. O último duelo entre os dois clubes foi em 1969, com vitória corintiana por 2 a 1 pelo Torneio Costa do Sol, em Málaga (foto).

Futebol