PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Time de Juninho Pernambucano repete estratégia e busca zagueiro do Goiás

Juninho Pernambucano, ídolo e dirigente do Lyon - Romain Lafabregue/AFP
Juninho Pernambucano, ídolo e dirigente do Lyon Imagem: Romain Lafabregue/AFP
Exclusivo para assinantes UOL

Caio Blois e Marcello de Vico

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Santos

16/07/2021 04h00

Com Juninho Pernambucano como diretor de futebol, o Lyon está de olho no Brasil no mercado da bola. O ídolo do clube francês já levou de graça uma aposta: o lateral-esquerdo Henrique, ex-Vasco. Sem custo de aquisição e com um salário considerado baixo para os padrões europeus, o negócio foi visto como bom para todas as partes.

Agora, Juninho e os franceses acompanham de perto o zagueiro David Duarte, capitão do Goiás e que já interessou a gigantes do futebol brasileiro como Flamengo, Grêmio, Palmeiras e, mais recentemente, Fluminense. Livre para assinar um pré-contrato, o defensor está na mira do Lyon, que busca seduzi-lo com salários em euros e a possibilidade de atuar na Europa para levá-lo de graça para a França.

Grupos ligados a liga de clubes se reúnem e preparam projeto para dia 22

Os grupos de trabalho ligados à formação da nova liga de clubes do Brasil têm se reunido nos últimos dias e já esperam apresentar aos clubes, na reunião do dia 22, em Brasília, uma "cara" do que será a organização. Isso diz respeito ao formato de governança (desenho do organograma) e às opções de tipo societário (se associação, limitada, S/A, por exemplo). As alternativas serão avaliadas pelos presidentes de clubes no próximo encontro. Há a expectativa também de que mais empresas façam apresentações aos dirigentes com ideias sobre estratégias comerciais e mercadológicas para monetizar e fazer a liga decolar. (Por Igor Siqueira)

Goleada por 6 a 0 sobre Corinthians no sub-20 tem "sabor especial" para Vasco

A imponente goleada aplicada pelo Vasco por 6 a 0 sobre o Corinthians, no Campeonato Brasileiro sub-20, em pleno Parque São Jorge (SP), no último domingo (11), teve um sabor especial para a diretoria cruz-maltina. É que, uma semana antes, os dirigentes não esconderam o descontentamento com o ex-gerente da base, Carlos Brazil, que se transferiu para o clube paulista nesta temporada e levou com ele oito funcionários que trabalhavam em São Januário. O estopim foi o imbróglio envolvendo o então técnico do sub-20 vascaíno Diogo Siston, com o Vasco alegando que o profissional pediu demissão por ter uma proposta do Corinthians —a transferência acabou não se concretizando e o treinador ficou sem emprego. Na avaliação dos dirigentes cruz-maltinos, faltou ética ao cartola. (Por Bruno Braz)

Ferj atrasa salários e enfrenta cenário financeiro delicado

A cobrança da Hawk-Eye à Ferj por conta do não pagamento pelos serviços do VAR no Carioca 2020 é só um dos exemplos que compõem o complicado cenário financeiro da entidade. A Ferj tem atrasado salários dos funcionários nos últimos meses, fez algumas demissões e tem dificuldades para fechar as contas. A entidade justifica que não recebeu a última parcela do contrato com a Globo, rompido em 2020. No balanço financeiro mais recente, publicado em abril, a Ferj indicou que tinha a receber R$ 1,7 milhão da Globo referente à última parcela de 2020. A discussão foi parar na Justiça. Em uma reunião interna da diretoria, o presidente Rubens Lopes passou a diretores e vice-presidentes que as receitas caíram 80% com mais de uma temporada sem público nos estádios (a federação tirava um percentual da bilheteria) e com a mudança nos direitos de transmissão do estadual. O jeito é tentar economizar e renegociar com fornecedores. (Por Igor Siqueira)

Botafogo perde gerente para CBF e busca substituto

O Botafogo perdeu seu gerente de gestão e comercial, Caio Araújo, para a CBF. Ele começou neste mês na função de gerente de competições da entidade, diretamente subordinado ao diretor Manoel Flores. A chegada de Caio é um efeito dominó de uma mudança no marketing da CBF, que teve a saída da gerente Luciana Montanari. Gustavo Pessoa, então gerente de competições, migrou de diretoria para ocupar a função e isso abriu espaço para a contratação de Caio. O Botafogo ainda não definiu substituto. (Por Igor Siqueira)

Grêmio: negócio com time turco vai render R$ 1,5 milhão

O empréstimo de Thaciano, 26 anos, ao Altay Spor vai render dinheiro ao Grêmio. O meia-atacante, que estava no Bahia, já está na Turquia para assinar contrato de empréstimo com opção de compra. Os turcos vão pagar cerca de 250 mil euros (R$ 1,5 milhão na cotação atual) pelo vínculo de uma temporada. (Por Jeremias Wernek)

Atlético-MG vai estrear novo patrocinador na volta contra o Boca

O Atlético-MG, além de um moisaco especial para o duelo contra o Boca Juniors, terá mais uma novidade no segundo jogo das oitavas de final da Libertadores, marcado para a próxima terça-feira (20), no Mineirão. De acordo com informação recebida pelo coluna, o Alvinegro terá um novo patrocínio estampado na camisa, a partir do duelo decisivo contra os argentinos. A marca da empresa, ainda guardada em sigilo, será estampada na lateral da cintura, assim como aconteceu com o Posto Ale, na final do Mineiro. A reportagem apurou que o contrato será de 12 meses e o acordo renderá cerca de 3 milhões de Reais aos cofres atleticanos. (Por Henrique André)