PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Fala racista de Avelar fez Corinthians parar atividades por um dia

Danilo Avelar não jogará mais pelo Corinthians após fala racista - Rodrigo Coca / Agência Corinthians
Danilo Avelar não jogará mais pelo Corinthians após fala racista Imagem: Rodrigo Coca / Agência Corinthians
Exclusivo para assinantes UOL

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

24/06/2021 04h00

Ao longo do dia de ontem (23), enquanto a diretoria debatia quais atitudes precisavam ser tomadas para resolver o caso do zagueiro Danilo Avelar, que teve uma fala de conotação racista durante uma partida de CS:GO (Counter-Strike: Global Offensive), o clube interrompeu todas as movimentações previstas em seus canais oficiais para evitar mais polêmicas.

Além de cancelar as postagens programadas nas redes sociais, o que incluía inserções de seus patrocinadores, o clube cancelou a entrevista coletiva do zagueiro João Victor — programada para o início da tarde — e entrou em um modo de contenção de crise. A diretoria monitorou o posicionamento da torcida e o levou em consideração para rescindir o contrato de Avelar - o zagueiro não defenderá mais o alvinegro. (Por Yago Rudá)

Chileno testa positivo para covid-19 na Copa América, mas lei impede divulgação

O atacante Carlos Palacios, do Chile, testou positivo para covid-19 durante a Copa América, segundo apurou o UOL Esporte. O jogador que atua pelo Internacional permaneceu em Cuiabá acompanhado de dois membros da delegação chilena, enquanto os demais estão em Brasília, onde a equipe encara o Paraguai pela quarta rodada do grupo A da Copa América. O atleta está assintomático e cumpre período de isolamento no hotel que serviu de concentração para seleção. O nome dele não foi divulgado pois uma lei chilena impede que o nome do paciente seja informado se o mesmo não aceitar. Palacios não concordou com a divulgação do diagnóstico e teve o nome mantido em sigilo até mesmo pelos órgãos oficiais da Federação Chilena de Futebol. (Por Marinho Saldanha)

Cabeleireiro que furou "bolha" do Chile ganha camisa de Vargas

O cabeleireiro Luís Fernando, mais conhecido como "Zeus", gerou polêmica e até multa à federação chilena por ter furado a "bolha" sanitária da Copa América em Cuiabá. Os jogadores da seleção do Chile, porém, parecem não ter ligado. Vargas, por exemplo, o presenteou com uma camisa de jogo da "La Roja". O atacante do Atlético-MG que havia recebido a indicação do profissional por intermédio do meia Rafael Gava, do Cuiabá, e autorizou sua entrada no hotel na capital mato-grossense. (Por Bruno Braz)

Antes elogiado, gramado do Olímpico cede e preocupa para receber Brasil

O estádio Olímpico de Goiânia chegou a ter o gramado elogiado pelo técnico José Peseiro, da Venezuela, mas viu a maratona castigar o campo e, agora, as condições preocupam para receber a seleção brasileira. Durante o duelo entre Equador e Peru, o quarto jogo em Goiânia, funcionários da Conmebol entraram em campo após o aquecimento e no intervalo de jogo para, com um balde nas mãos, tentar tapar os buracos mais visíveis. O tratamento feito, no entanto, não deu resultado. A organização terá um dia a mais de intervalo entre os jogos do que teve até aqui e dará atenção especial durante o período para recuperar ao máximo as condições iniciais. (Por Éder Traskini).

Venda de joia para o Inter cria nova crise entre CEO e futebol do Botafogo

O CEO do Botafogo Jorge Braga e o departamento de futebol já não falavam a mesma língua desde que o novo 'chefão' passou a cobrar explicações da pasta mais importante do clube. Uma empresa para indicar reforços foi contratada e ampliou o 'climão'. Quando tudo parecia se acalmar, o Internacional fez uma proposta pelo lateral esquerdo PV e estourou nova crise. Os diretores eram contra abrir mão da joia neste momento, mas a necessidade financeira falou mais alto, e o executivo aprovou a venda mesmo sem a concordância dos especialistas na modalidade. (Por Bernardo Gentile)