PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Debate sobre formação da liga surgiu em grupo de WhatsApp de presidentes

Rodolfo Landim e Guilherme Bellintani, presidentes de Flamengo e Bahia, falam sobre criação da Liga de clubes - Igor Siqueira/UOL Esporte
Rodolfo Landim e Guilherme Bellintani, presidentes de Flamengo e Bahia, falam sobre criação da Liga de clubes Imagem: Igor Siqueira/UOL Esporte
Exclusivo para assinantes UOL

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/06/2021 04h00

O debate que culminou com o embrião para uma liga teve início em um grupo de WhatsApp que reúne presidentes dos clubes e foi acelerado com os recentes escândalos na CBF. Diante da fragilidade do presidente Rogério Caboclo, afastado após denúncia de assédio a uma funcionária, os mandatários se movimentaram e começaram a elencar sugestões.

Ante a rara oportunidade de assumir o protagonismo na gestão de seu principal campeonato, os clubes marcaram uma reunião no Rio de Janeiro antes do encontro na CBF. Com a carta em mãos, os grandes do Brasil levaram o pleito à entidade e jogaram uma dinamite no colo da cúpula da CBF. (Por Leo Burlá)

Saída de coronel Nunes em meio à reunião chama atenção de cartolas

Presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes de Lima deixou a reunião com os presidentes de clubes antes de sua conclusão. No que saía da sala, acabou confrontado pelo presidente do Flamengo, Rodolfo Landim. Em sua defesa, o secretário-geral da entidade, Walter Feldman, afirmou que Nunes tinha diversos compromissos na agenda, como deliberar sobre a organização da Copa América e realizar exames. Feldman também informou aos presentes que o coronel trabalha com recomendação média para não dividir espaço com muitas pessoas durante seu expediente. As justificativas não convenceram os interlocutores. (Por Igor Siqueira)

Vasco fica no limbo em meio a discussão sobre liga de clubes

No meio da discussão sobre os rumos do poder no futebol brasileiro, o Vasco, de certa forma, está no limbo. Por estar na Série B, o clube não participou diretamente dos debates com a turma da Série A a respeito da carta enviada à CBF sobre a liga e o peso dos votos no colégio eleitoral da entidade. Ao mesmo tempo, o Vasco não é representado pelo "aval" da Associação Nacional dos Clubes de Futebol. Esse bloco reúne os clubes que estão na segunda divisão e o cruz-maltino não pretende ficar lá por muito tempo e não entrou no grupo. Por ora, o Vasco fica como uma espécie de observador, tentando entender melhor o quebra-cabeça do poder. (Por Igor Siqueira)

Aos 35, Filipe Luís lidera Fla em rankings de performance: "Ele estuda", diz médico

"Técnico" do Flamengo dentro de campo, o lateral Filipe Luís, de 35 anos, impressiona o departamento médico do clube e assombra pela vitalidade. Em dados colhidos pela área científica do clube, o jogador aparece como o primeiro em distância percorrida (42.431 metros) e o segundo na distância em alta intensidade (1.991 metros), perdendo apenas para o Bruno Henrique. O recorte é dos últimos quatro jogos do Fla, trecho que coincide com a final do Carioca, o início do Brasileiro e a Copa do Brasil. Em minutagem total na temporada, ele (1353 minutos) só fica atrás de Arão. "Consegue, além de tudo que a gente fala e ele usa no dia a dia como atleta, tem uma inteligência e uma visão de jogo que ele consegue aplicar as valências exigidas a ele. Isso torna ele muito diferenciado nesse sentido, entende fisicamente as demandas do futebol, estuda e pede artigos para entender o que está acontecendo", disse Márcio Tannure, chefe do departamento médico Rubro-Negro. (Por Leo Burlá)

Zagueiro brasileiro destaque em Portugal negocia com o Valência-ESP

O zagueiro brasileiro Maurício Antônio, do Portimonense, está na mira do Valência, da Espanha. O defensor de 29 anos foi destaque da modesta campanha da equipe pela liga portuguesa e brilhou em números individuais. Maurício somou 99 interceptações e liderou as cinco principais ligas europeias no quesito e também liderou o campeonato em recuperações de bola, com 223. O defensor passou pelas categorias de base no São Paulo, mas não teve chances e rodou por Penapolense e Juventus da Mooca antes de ir para Portugal. (Por Eder Traskini)

Camacho esquece documentos para assinatura, e Santos quase adia anúncio do reforço

Guilherme Camacho quase fez com que o Santos adiasse seu anúncio como novo reforço na temporada. Ontem (15), dia em que combinou com o clube de firmar seu contrato, o volante esqueceu seus documentos em São Paulo e teve que acionar sua esposa para recuperá-los. No fim, tudo deu certo. O jogador assinou com o Peixe até dezembro de 2022. A expectativa é que ele já fique à disposição do técnico Fernando Diniz na quinta-feira (17), diante do Fluminense, às 19h, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. (Por Gabriela Brino)