PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

CBF admite "censura" à briga no túnel de Flamengo x Palmeiras

Lance do jogo entre Flamengo e Palmeiras, válido pela Supercopa do Brasil - Alexandre Vidal / Flamengo
Lance do jogo entre Flamengo e Palmeiras, válido pela Supercopa do Brasil Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

13/04/2021 04h00

A CBF foi a responsável pela decisão de não mostrar a troca de agressões entre membros das comissões técnicas, jogadores e diretores de Flamengo e Palmeiras, no vestiário do Mané Garrincha, durante a transmissão da final da Supercopa, no domingo passado. A cúpula da entidade decidiu que situações como essas depreciam o produto por ela negociado. A coluna apurou que a "decisão editorial" tomada pela CBF segue o padrão de outras federações pelo mundo, como Fifa, Uefa e Conmebol.

Já é praxe na transmissão dos grandes torneios, por exemplo, as manobras de direção de vídeo a fim de evitar mostrar invasões de campo. A ocultação da briga entre palmeirenses e flamenguistas seguiu essa mesma orientação, apesar de o conceito ser contestado até por Galvão Bueno na transmissão da Globo. O Flamengo venceu a Supercopa nos pênaltis após empate por 2 a 2. (Por Thiago Braga)

CBF e Globo divergem sobre problema de som em crítica de Weverton

A CBF e a Globo vêm divergindo internamente desde domingo sobre de quem é a responsabilidade pelo áudio cortado na entrevista com o goleiro Weverton, do Palmeiras, enquanto o atleta criticava o fato de convidados flamenguistas terem sido chamados para acompanharem o jogo em Brasília no último domingo (11). A coluna apurou que a emissora manifestou que não foi culpa dela, porque toda a geração de imagens e áudio veio da produtora Multivideo, contratada pela CBF para realizar o serviço. Já a entidade alega que as entrevistas pós-jogo são responsabilidade da Globo e que o corte de áudio foi uma decisão da TV. (Por Gabriel Vaquer)

Clubes reforçam lobby e querem emplacar lei do mandante antes do Brasileiro

Na última sexta-feira (9), representantes de clubes das Série A, B e C do Brasileirão se reuniram com o presidente da Comissão de Esportes da Câmara, deputado Felipe Carreras (PSB-PE). A articulação pediu que a comissão leve ao plenário da casa o debate sobre a lei do mandante, que possibilita que os clubes que tiverem o mando comercializem os direitos de transmissão dessas partidas. Segundo fontes ouvidas pela coluna, a intenção é que essa mudança seja viabilizada antes de o Brasileiro 2021 começar. No encontro estiveram representantes de Flamengo, Palmeiras, Athlético-PR, Santos, Bahia, Fortaleza e a Liga do Nordeste. No ano passado, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a MP 984, que dava ao mandante o direito de negociar seus jogos, que acabou não levada à votação pelo então presidente da Câmara, Rodrigo Maia, perdendo sua validade. (Por Thiago Braga)

São Paulo negocia e reduz dívida com Zé Roberto Guimarães em R$ 900 mil

O São Paulo entrou em acordo com José Roberto Guimarães por causa de uma dívida referente à parceria de vôlei desenvolvida com o treinador no decorrer da gestão de Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco. O clube tinha um débito de R$ 3,5 milhões e conseguiu a redução do valor para R$ 2,6 milhões após negociação conduzida pela atual gestão. O montante será pago de forma parcelada durante os dois próximos anos. A pendência se deu porque a antiga administração não cumpriu as determinações do contrato com o time de vôlei de Zé Roberto Guimarães, sediado em Barueri. O Tricolor evitará novos projetos que possam onerar os cofres e tenham foco diferente do futebol no Morumbi. (Por Thiago Fernandes)

Grêmio recebe sondagens, mas veta saída imediata de Diego Churín

Diego Churín é reserva de Diego Souza, mas não está liberado para deixar o Grêmio. Nas últimas semanas, o clube gaúcho recebeu sondagens de clubes do Brasil e do exterior e rechaçou a liberação do centroavante. Pelo menos até segunda ordem. Contratado no segundo semestre do ano passado, em operação com o Cerro Porteño-PAR, o argentino seguirá como opção de ataque até a chegada de outro jogador para o setor. Pelo menos é assim que a diretoria enxerga a situação. O técnico Renato Portaluppi segue tendo apreço pelas características do gringo. (Por Jeremias Wernek)

Inter reforça orientações de isolamento após atletas se reunirem em barco

O Inter reforçou as orientações de isolamento e protocolos de saúde aos jogadores após Nonato, Rodrigo Dourado e Heitor participarem de uma reunião com familiares do volante em um barco em uma praia de Santa Catarina. Uma foto do encontro viralizou e gerou polêmica entre torcedores pela ausência de máscaras, bem em momento decisivo do enfrentamento à pandemia do coronavírus. Segundo apurou a coluna, o Colorado intensificou as indicações aos atletas. O tipo de atividade realizado por eles não era proibido na praia em questão. O encontro contou com os três atletas, as respectivas namoradas e mais dois casais de familiares de Dourado, que pertencem ao convívio diário do capitão do time. (Por Marinho Saldanha)