PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


UOL de Primeira

Globo teme paralisação em SP perante concorrência em expansão no PPV

Clássicos como Corinthians x Palmeiras são aposta da Globo para chamar assinantes - Cesar Greco/Palmeiras
Clássicos como Corinthians x Palmeiras são aposta da Globo para chamar assinantes Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Exclusivo para assinantes UOL

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju (SE)

10/03/2021 04h00

A ameaça de uma paralisação do Paulistão devido ao recrudescimento da pandemia deixa a Globo ainda mais apreensiva com uma fonte de renda específica: o Premiere. Se a emissora já se esforçava para manter sua base de clientes perante uma concorrência expansiva no sistema de pay-per-view do futebol nacional, agora teme maior evasão em caso de um longo período de inatividade da competição que conta com três dos cinco clubes que mais puxam assinaturas: Corinthians, Palmeiras e São Paulo. Os outros dois? Flamengo e Vasco, que já são concorrentes nestes primeiros meses de temporada.

O Campeonato Carioca "independente" é a maior ameaça. Neste ano, os torcedores podem assinar um pacote da competição via operadoras Claro e Sky ou podem optar apenas por pagar para ver todos os jogos dos quatro grandes —além de Fla e Vasco, Botafogo e Fluminense têm vendas próprias. A disputa por espaço também envolve a Conmebol TV (com Libertadores e Sul-Americana) e o Nordeste FC (Copa do Nordeste, disponível para assinantes do UOL Esporte Clube, e Campeonato Cearense).

A avaliação da Globo é que, num momento de crise financeira no país, o público não deve investir em múltiplas competições. Ou seja, o risco é de uma queda maior que a habitual durante o período sem o Brasileirão. O tamanho desse prejuízo só será sabido no início de abril, quando o balanço do mês de março será feito.

UOL de Primeira