PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Intubado, vice da FPF luta contra covid-19 na Argentina após Sul-Americana

Roberto Cicivizzo Júnior durante Audiência Pública na ALESP em junho de 2016. Ele luta contra o coronavírus - José Antônio Teixeira/Divulgação/ALESP
Roberto Cicivizzo Júnior durante Audiência Pública na ALESP em junho de 2016. Ele luta contra o coronavírus Imagem: José Antônio Teixeira/Divulgação/ALESP
Exclusivo para assinantes UOL

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo

17/02/2021 04h00

O vice-presidente do Departamento de Segurança e Prevenção de Violência da Federação Paulista de Futebol (FPF), Roberto Cicivizzo Júnior, está internado em estado grave em um hospital em Córdoba, na Argentina, após ser infectado pela covid-19. Ele chegou ao país em janeiro para atuar como oficial de segurança da final da Copa Sul-Americana, realizada no último dia 23 e vencida pelo Defensa y Justicia - 3 a 0 sobre o Lanús.

Cicivizzo testou positivo em exame RT-PCR após a partida e teve que ficar no país. Nos dias seguintes, teve falta de ar e foi levado para um hospital da região. O quadro se agravou e ele acabou intubado. Cicivizzo segue respirando com a ajuda de aparelhos. Seu estado de saúde preocupa familiares e dirigentes da Conmebol.

Membros da cúpula da confederação sul-americana ouvidos pela De Primeira confirmaram a informação e informaram que a entidade vem prestando apoio a Roberto, mantendo contato com equipe médica e familiares regularmente. Um seguro médico internacional disponibilizado pela Conmebol a todos os profissionais envolvidos na decisão da Sul-Americana vem cobrindo os custos do tratamento do brasileiro.

Advogado e antigo dirigente ligado à FPF, Roberto Cicivizzo Júnior já foi vice-presidente jurídico da Federação. Com trânsito junto à alta cúpula das principais entidades do futebol brasileiro, ele foi um dos cinco fiadores do acordo de prisão domiciliar de José Maria Marín com a Justiça americana - uma das cinco pessoas que se comprometem a arcar com a fiança de US$ 15 milhões caso o ex-presidente da CBF condenado por corrupção descumprisse os termos e não disponibilizasse os recursos.

Perto de deixar Atlético, Sampaoli vê negócio longe de desfecho na França

As tratativas entre Jorge Sampaoli e Olympique de Marselha, da França, ainda estão longe de um desfecho, de acordo com uma fonte ligada ao argentino. Há interesse mútuo no negócio, mas as partes estão travadas em questões envolvendo o número de membros da comissão técnica e também na discussão financeira. O treinador quer levar todos os seis auxiliares para o futebol europeu, o que não é visto com bons olhos na Europa. Sampaoli também quer manter o valor do salário atual no Atlético. Ele e sua equipe custam cerca de R$ 40 milhões por ano aos cofres do Galo. Ainda sem um acordo com o clube francês, Jorge Sampaoli já pensa em deixar o Atlético, mesmo sem um acordo com outra equipe. (Por Guilherme Piu e Thiago Fernandes)

Santos sondou Odair, mas técnico ainda não quer deixar Emirados

O Santos sondou o técnico Odair Hellmann, ex-Fluminense e atualmente no Al Wasl, dos Emirados Árabes. Odair tem boa relação com alguns dirigentes santistas que levantaram o assunto com o treinador em conversa informal, mas ouviram dele que ainda não é o momento para deixar os Emirados Árabes. O comandante vem tendo sucesso à frente do Al Wasl, tendo sido eleito técnico da semana duas vezes. Ele deixou o Fluminense em dezembro do ano passado e ainda não quer retornar ao Brasil. (Por Eder Traskini e Pedro Ivo Almeida)

Kaio Jorge fura plano de Cuca para clássico e gera incômodo interno

O técnico Cuca planejou um mistério para o clássico contra o Corinthians hoje, às 19h, na Vila Belmiro, válido pela 33a rodada atrasada do Campeonato Brasileiro. O treinador se viu com Kaio Jorge lesionado, Laércio com torção no tornozelo e Soteldo com dores musculares, mas não queria que as situações fossem descobertas. Por isso, pediu a assessoria do clube para não divulgar aos jornalistas os casos. Entretanto, o comandante santista não contava com Kaio furando seu plano. O atacante tuitou dois emojis tristes soltos, alertando os seguidores de que algo ruim teria acontecido. Ontem o atacante revelou uma lesão na coxa e lamentou. A exposição deixou Cuca bravo, mas já foi superada. Marcos Leonardo deve substituir o centroavante. (Por Gabriela Brino)