PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Clubes e Conmebol entram em rota de colisão por protocolos da Libertadores

Clubes rasileiros não estão contentes com decisões recentes da Conmebol - Reprodução
Clubes rasileiros não estão contentes com decisões recentes da Conmebol Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

11/09/2020 04h00

A poucos dias do retorno da Copa Libertadores, clubes brasileiros e Conmebol não falam a mesma língua. Os times do país envolvidos na disputa questionam a confederação sul-americana por conta dos protocolos estabelecidos para os jogos no cenário em meio à pandemia do novo coronavírus no continente. O ponto central da discussão é a limitação de profissionais do estafe da delegação como fotógrafos e cinegrafistas. Os produtores de conteúdos dos times não poderão frequentar vestiários, áreas reservadas aos atletas e gramado.

Os clubes entendem que isso afeta todo um trabalho de divulgação e até mesmo produção de cenas para futuros projetos. Por sua vez, a Conmebol entende que o momento é de excepcionalidade e reforça que a liberação verificada em torneios no solo brasileiro não pode ser regra. O protocolo da Libertadores deve ser uniforme e se encaixar em países com maiores restrições, como Argentina, Uruguai e Paraguai. Em retaliação, as equipes do Brasil avaliam não usar nenhuma imagem divulgada pela confederação - que terá profissionais em campo - e ignorar citações às plataformas da entidade, como site, Twitter e Instagram. (Por Pedro Ivo Almeida)

Com MP perto de caducar, clubes tentam forçar Projeto de Lei

A Medida Provisória 984, que dá ao mandante de uma partida de o direito de transmissão de um jogo, não deve ser prorrogada, caducando no Congresso. Os clubes sabem que o cenário dificilmente será revertido e já trabalham para influenciar os deputados e tentar forçar um Projeto de Lei (PL). A missão, no entanto, é das mais duras, visto que teria de haver um consenso entre as lideranças dos partidos para que a ideia fosse tocada adiante com velocidade, o que dificilmente acontecerá. A MP perderá sua validade a partir do dia 16 de outubro e, se não houver mudança até lá, as regras para a transmissão voltam a ser como antes. Os clubes já formaram entendimento que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), é uma barreira importante para que a MP siga seu curso e se articulam para que deputados trabalhem a seu favor. (Por Leo Burlá)

Atletas se articulam por mudança em pagamento de direitos

Enquanto o martelo não é batido, os jogadores se articulam em defesa da parta que lhes cabe: o pagamento de direito de arena. Os sindicatos dos jogadores de futebol aderiram à campanha dos clubes favoráveis. Para firmar tal lobby pela MP 984/20, os atletas sugeriram mudanças nos pagamentos. No texto inicial, que tem validade até meados de outubro, o repasse aos jogadores deve ser feito pelos próprios clubes, mudando o teor da Lei Pelé. Entretanto, diante da insatisfação dos jogadores, será sugerido que o pagamento ocorra por meio dos sindicatos. (Por Alexandre Araújo e Thiago Fernandes)

Ativo, Leco pode comandar o SPFC mesmo internado com covid-19

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, foi internado na última quarta-feira (9) no hospital "HCor" para tratamento após ser diagnosticado com o novo coronavírus. Segundo apurou a De Primeira, o dirigente, de 82 anos, está ativo e pode exercer a sua função mesmo mesmo longe do Morumbi. Ontem, ele havia passado bem e apresentava um quadro estável. O mandatário estava em tratamento há alguns dias, mas foi internado para mais uma etapa do tratamento. Em contato com a De Primeira, o vice do clube, Roberto Natel, desejou melhoras ao presidente e disse não haver necessidade para assumir interinamente o cargo. (Por José Eduardo Martins)

Santos negocia série de streaming com Rodrygo e Sereias como destaques

O Santos e a produtora Live4mat negociam com plataformas de streaming uma série sobre o Peixe. O episódio piloto é focado nos últimos momentos de Rodrygo com a camisa do clube, enquanto outros episódios terão como personagens os estrangeiros do elenco do ano passado e as Sereias da Vila. A série é produzida pelo jornalista Helvidio Mattos, ao lado de Caio Arbex, da Live4mat - que se associou à multinacional Hungry Man na produção. O Peixe facilita a negociação e tem interesse na exposição da marca, mas por força de Estatuto, o clube precisa receber uma parte dos ganhos. A série esteve próxima de acertar com uma grande plataforma de streaming, mas as negociações travaram durante a pandemia. A produção e entrevistas foram realizadas durante o ano passado, mas o técnico Jorge Sampaoli, avesso a entrevistas, não é personagem da série. (Por Eder Traskini)

SBT reúne filiadas para planejar Libertadores

O SBT convocou para hoje (10), às 14h30, uma reunião com executivos de todas as suas filiais e afiliadas pelo Brasil para detalhar como será a cobertura da Copa Libertadores da América a partir da semana que vem. A emissora de Silvio Santos vai informar detalhes técnicos e pedir ajuda e indicação de profissionais locais para reportagem. Executivos estão animados principalmente pela questão comercial. As TVs locais querem saber quantas cotas de patrocínio local poderão vender, por que o mercado já está exigindo uma resposta neste sentido. Falando no financeiro, o SBT promete colocar também hoje nas agências de publicidade seu plano de mídia para as transmissões da Libertadores. Pelo menos seis empresas já mostraram interesse em consulta informal realizada pela área comercial do SBT. (Por Gabriel Vaquer)

La Liga e Disney devem fechar acordo nos próximos dias

A La Liga deve definir nos próximos dias como ficará a transmissão dos jogos no Brasil do campeonato espanhol nos próximos anos. A única empresa que fez proposta foi a Disney, que tem uma relação histórica com a liga na televisão brasileira. A empresa americana está animada porque teve conversas avançadas até a semana passada. A expectativa é que os jogos continuem com transmissão na ESPN e no Fox Sports, como ocorreu até o fim da última temporada. A LaLiga demorou a ter esta definição por causa da pandemia do novo Coronavírus, que atrasou negociações em outros lugares do mundo. (Por Gabriel Vaquer)

Ferj sentará com clubes para debater volta de público em outubro

Após uma rodada de conversas na última terça (8) com a Prefeita do Rio de Janeiro, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) agora agendou novo encontro para debater a volta do público aos estádios do Rio de Janeiro. Desta vez com os clubes. O encontro acontecerá na próxima quarta-feira (16) e reunirá autoridades municipais e representantes de órgãos como Polícia Militar, Bombeiros e Guarda Municipal. O plano inicial era que já houvesse um terço da capacidade liberada a partir do mês de setembro, mas a retomada do protocolo não acontecerá antes do início do mês de outubro - projeção a ser apresentada no encontro. O Rio de Janeiro foi o primeiro estádio a retomar o seu estadual, questão que gerou muita controvérsia à época. O hospital de campanha que fica no complexo do Maracanã já está desativado. Responsável pelo Campeonato Brasileiro, a CBF ainda não participa do debate. (Por Pedro Ivo Almeida e Leo Burlá)