PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Vice compara Fla à Disney e pede fim de "porteiros de boate" no futebol

Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice-presidente de relações externas do Fla - Alexandre Vidal/Flamengo
Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice-presidente de relações externas do Fla Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/06/2020 04h00

O vice-presidente de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, conversou com a De Primeira em meio ao debate do clube com a Globo que já virou guerra na Justiça. "A gente começa a pensar em 'desintermediação', o indivíduo é soberano. Não existe criar uma liga no Brasil por decreto. É inconstitucional. Sair da Lei Pelé para a liga é deixar a prisão e ir para o cativeiro. Chega de porteiro de boate dizendo quanto paga e como entra. Eu me refiro a alguém que fica na porta dizendo quem pode entrar ou não e quanto deve pagar. Precisamos democratizar o acesso ao conteúdo e à informação. Casamento arranjado não funciona", disse ele.

Bap foi além e comparou o Rubro-negro à Disney, ressaltando o pacote de serviços enorme para explorar que, segundo o cartola, deveria ser livre. "É como uma Disney. Tem propriedades, público, conteúdo. É um composto de marketing. A Disney é feita de produtos, licenciamento e parque de diversão. Há 42 milhões de pessoas querendo consumir esse conteúdo, faça chuva ou faça sol. Debaixo desse guarda-chuva cabe tudo". (Por Leo Burlá)

UOL de Primeira