PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Impasse sobre Eliminatórias ajuda Globo em negociação por jogos da seleção

Thiago Silva x Aguero na Copa América-2019: ao menos o "Superclássico" está garantido na Globo - REUTERS/Washington Alves
Thiago Silva x Aguero na Copa América-2019: ao menos o "Superclássico" está garantido na Globo Imagem: REUTERS/Washington Alves
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Aracaju

17/06/2020 04h00

O possível adiamento para 2021 do início das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 pode ajudar a Globo em sua negociação para transmitir os jogos como visitante da seleção brasileira. Por enquanto, só há acordo para as nove partidas como mandante e para o confronto em Buenos Aires contra a Argentina. No dia 25, o Conselho da Fifa vai decidir se cancela as "datas-Fifa" restantes do ano —são três entre o fim de agosto e novembro, o que faria com que as seleções não entrassem mais em campo nesta temporada.

Ainda que a entidade maior do futebol não retire suas datas do calendário, existe a chance de liberar apenas alguns locais para jogos, onde a pandemia do novo coronavírus esteja mais controlada. O que, no caso, não deve incluir a América do Sul. O que deixaria as federações mais suscetíveis a um acordo com a emissora carioca. Lembrando que as emissoras precisam negociar diretamente com as federações locais as transmissões dos jogos das eliminatórias, e não mais diretamente com a Conmebol, o que torna o processo mais demorado e trabalhoso. (Por Marcel Rizzo e Pedro Ivo Almeida)

UOL de Primeira