PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Deputado mira supersalários em debate por direitos após rescisão

Marcelo Aro, deputado federal pelo PP-MG - Pedro Ladeira/Folhapress
Marcelo Aro, deputado federal pelo PP-MG Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em Belo Horizonte e São Paulo

04/06/2020 04h00

Relator do Projeto de Lei 2125/2020, o deputado federal Marcelo Aro (PP-MG) está disposto a aumentar a faixa salarial dos jogadores que perdem os direitos de receber 100% do valor referente a uma rescisão durante a nova discussão, prevista para setembro de 2020. A ideia do parlamentar é atingir os atletas que têm remuneração elevada. Portanto, ele vai sugerir que a remuneração mínima para se enquadrar na proposta seja próxima de R$ 30 mil mensais - o montante foi apresentado após as manifestações negativas de jogadores nas redes sociais.

Inicialmente, o político propôs a redução de 100% para 50% àqueles que faturam mais de duas vezes o teto do FGTS/INSS - o equivalente a R$ 12,2 mil na atualidade. "O que sou contra é o supersalário. Eu já retirei isso do projeto, mas queria combater aquele jogador que ganha R$ 500 mil, R$ 1 milhão e se escora no contrato", disse o político à De Primeira. (Por Thiago Fernandes)

UOL de Primeira