Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Santos prevê "desmanche" e R$ 90 milhões em vendas já em janeiro

José Carlos Peres, presidente do Santos, em entrevista coletiva - Ivan Storti/Santos FC
José Carlos Peres, presidente do Santos, em entrevista coletiva Imagem: Ivan Storti/Santos FC
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

28/11/2019 04h00

O Santos entregou ao Conselho Fiscal o plano orçamentário de 2020 e confirmou as preocupações do técnico Jorge Sampaoli sobre um possível "desmanche" no elenco. O documento apoia as finanças de 2020 na venda de jogadores e prevê arrecadar R$ 90 milhões já em janeiro, com um total na temporada de R$ 171 milhões. O valor foi revisto a pedido do Conselho e a diretoria do Peixe sugeriu, então, R$ 131 milhões para o ano. Com isso, para cumprir o que planejou, o Peixe terá de se desfazer de atletas do atual elenco, sem garantia de que tenha capital para qualificar o grupo, como pede o treinador argentino.

Mesmo após as mudanças no plano inicial, o Conselho Fiscal achou o orçamento imprudente, sugeriu e conseguiu aprovação do Conselho Deliberativo para que apenas R$ 69 milhões constem na previsão de receita com venda de atletas, número que representa a média do arrecadado nos últimos 10 anos. A primeira versão previa um superávit de R$ 65 mi, a segunda falava em R$ 35 mi, enquanto a aprovada no plenário mantém os R$ 35 mi, mas 'força' uma diminuição de despesas na ordem de R$ 62 milhões, o que a direção do Peixe vê como inviável. (Por Eder Traskini)

UOL de Primeira