PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Gabigol espera ofertas da Europa e tenta ganhar tempo para responder ao Fla

Gabigol comemora gol do Flamengo contra o Internacional - Thiago Ribeiro/AGIF
Gabigol comemora gol do Flamengo contra o Internacional Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, no Rio e em São Paulo, Santos, Belo Horizonte e Porto Alegre

05/11/2019 04h00

Trabalhando pela permanência de Gabigol na próxima temporada, o Flamengo já tem encaminhado uma sinalização positiva da Internazionale de Milão há alguns dias. Como os prazos de pagamento e valores já estão em estágio avançado, a diretoria rubro-negra entende que falta apenas o "sim" do atacante, conforme disse Marcos Braz, vice de futebol após a goleada sobre o Corinthians.

Os representantes do jogador estão cientes desse acerto. Mas também sabem o quão chamativo é momento vivido pelo camisa 9, artilheiro do Brasileirão e da Libertadores. Por isso, tentam ganhar tempo antes de uma resposta, de olho em outras propostas, especialmente da Europa. O Fla, por sua vez, entende que precisa acelerar o seu planejamento para 2020. O orçamento para o ano que vem já contempla a compra do artilheiro. (Por Leo Burlá)

Corinthians consulta quatro técnicos e vê opções muito caras no mercado

O Corinthians consultou diretamente quatro técnicos ontem (4) para o lugar de Fábio Carille e, apesar de não fazer proposta por nenhum deles, considerou todas opções muito caras. A diretoria não confirma, mas a reportagem apurou que Tiago Nunes, do Athletico-PR, e Renato Gaúcho, do Grêmio, são duas dessas quatro opções. O clube também não descarta um técnico estrangeiro. O Corinthians pretende contratar um treinador que assuma a função agora, mas vê dificuldades. Caso não consiga, os dirigentes não descartam ficar com Dyego Coelho interinamente até dezembro. (Por Samir Carvalho)

Galiotte reforça que pretende contratar protagonistas e não apostas para 2020

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, tem reforçado nas conversas internas que quer que sua equipe mude a política de contratações para 2020. O cartola já afirmou para Alexandre Mattos, seus vices e outros conselheiros que quer que o Alviverde conte com nomes que "cheguem para vestir a camisa". De 2018 para 2019, a estratégia palmeirense foi de manter a base campeã e contratar nomes que surgiam em times de menor expressão. Essa política só foi alterada no meio do ano, com oportunidades de mercado como Ramires e Luiz Adriano. A ideia é que o dinheiro seja investido em nomes de peso e as vagas de apostas fiquem com os garotos da base. (Por Danilo Lavieri)

Botafogo ignorou série B. Agora teme reação de investidores

O Botafogo já montou o plano de negócios que transformará o clube em empresa e tornará o futebol independente do social. Porém, no projeto encomendado pelos irmãos Moreira Salles não há qualquer menção à possibilidade de o clube disputar a Série B em 2020, mesmo com a ferrenha luta da equipe contra o rebaixamento. Os responsáveis sabem que o assunto terá de ser abordado em algum momento com os investidores, algo que liga o alerta no Alvinegro. Há o temor de um recuo dos empresários, que poderiam desistir de injetar dinheiro em um time que não esteja na elite, mesmo com a empreitada a longo prazo. (Por Bernardo Gentile)

Santos avança em renovação de patrocínio para manga e vê máster mais perto

O Santos avançou recentemente nas tratativas para renovar o contrato com a Kicaldo, que estampa as mangas do uniforme do clube e tem vínculo apenas até o final do ano. A empresa assinou contrato curto com o Peixe, de apenas três meses, mas aprovou os resultados da exposição. Outro patrocinador que ficou bastante entusiasmado com o retorno que recebeu foi o PicPay, que ocupou o espaço máster pontualmente em duas partidas. As tratativas, porém, ainda estão no início. É a primeira vez, de todo modo, que o Santos se vê em um cenário positivo para fechar um patrocínio máster desde a saída da Caixa, em dezembro do ano passado. A venda da propriedade de maior valor do uniforme pode ajudar a equilibrar as contas e ajudar na montagem do elenco. (Por Eder Traskini)

Sem pressa, Lucas Silva estuda ofertas, mas só pensa em jogar em 2020

Lucas Silva está sem clube desde setembro passado, quando rescindiu o seu contrato com o Real Madrid. O volante pode se transferir para outras ligas da Europa que estavam com a janela de transferências aberta no dia da quebra de seu vínculo com os espanhóis. Porém, ainda não definiu seu destino. Nem tem pressa para tomar uma decisão. A De Primeira consultou uma fonte próxima ao jogador e apurou que ele recebeu propostas nos últimos dias. Contudo, ainda não houve uma oferta que agradasse ao atleta e seus agentes. A ideia é voltar aos gramados no início de 2020, desde que haja um projeto com longevidade, também visando a conquista de títulos. Enquanto não encontra novo clube, o meio-campista segue em Belo Horizonte, onde faz trabalhos físicos para manter a forma. O Cruzeiro já chegou a procurá-lo, mas não houve acordo. (Por Thiago Fernandes)

Acordo no caso Ricardinho gera mais despesas futuras no São Paulo e preocupa conselheiros

O São Paulo entrou em um acordo de R$ 30 milhões com as empresas RES Empreendimentos e Participações e Time Traveller Turismo pela contratação do ex-meia Ricardinho, em 2002. A notícia publicada pelo UOL Esporte preocupou conselheiros do clube. No ano que vem, o Tricolor paulista vai ter eleições presidenciais, e o temor é de que a maior parte dessa dívida ficará de herança para o sucessor de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O pagamento do caso Ricardinho será feito em quatro anos, com a primeira parcela de R$ 200 mil e outras 46 com valores que variam de R$ 514 mil a R$ 685 mil. Para complicar mais a situação, o clube apresentou na última semana um relatório de que já havia acumulado déficit de R$ 77 milhões na temporada. (Por José Eduardo Martins)

Grêmio acompanha futuro de volante de olho reforço de caixa

Jailson, volante revelado pelo Grêmio, tem futuro incerto no Fenerbahce. Campeão da Libertadores de 2017, ele perdeu espaço depois da recente chegada de Luiz Gustavo, veterano meio-campista titular da seleção na Copa de 2014, e tem chance de ser negociado em dezembro. A transferência está no radar do clube gaúcho, que mantém 20% dos direitos econômicos do jogador. Os turcos pagaram 12 milhões de euros por Jailson no ano passado e recusaram, na metade desta temporada, oferta de 10 milhões de euros de um time chinês. (Por Jeremias Wernek)