Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


SPFC e Santos se juntaram a pequenos por mais datas e renda no Paulistão

Santos, do presidente José Carlos Peres (foto) queria calendário diferente no Campeonato Paulista 2019 - Ivan Storti/Santos FC
Santos, do presidente José Carlos Peres (foto) queria calendário diferente no Campeonato Paulista 2019 Imagem: Ivan Storti/Santos FC
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre

23/10/2019 04h00

São Paulo e Santos votaram, ontem (22), em Congresso Técnico do Campeonato Paulista, por um Estadual com 18 datas. Isso significa que os dois times defenderam que o torneio continuasse sendo disputado normalmente durante uma data Fifa, ignorando a sugestão de calendário divulgada pela CBF recentemente, com 16 datas. Os dois tiveram a companhia de outros cinco times de menor expressão na votação e acabaram derrotados. Corinthians, Palmeiras e mais sete equipes optaram pelo Estadual com 16 datas, o que forçou a entidade a diminuir o número de partidas do mata-mata. Agora, apenas a final será em dois jogos, com quartas e semi em partida única.

Há dois motivos em especial que fizeram São Paulo e Santos sugerir que jogos do Estadual fossem disputados mesmo nas datas Fifa. O primeiro é o financeiro. Com mais datas, a arrecadação com bilheteria aumentaria consideravelmente, já que toda a grana ficaria apenas com o mandante. No atual formato, haverá a divisão de renda entre os classificados para o mata-mata. Além disso, Santos e São Paulo consideram que o risco de um vexame em um jogo único é consideravelmente maior. (Por Danilo Lavieri e Pedro Lopes)

UOL de Primeira