Pode vir, Brasil!

Ryan Pierse/Getty Images

Bélgica 'desiste' de forçar empate e fica no caminho do Brasil

Existia o temor de um "jogo de compadres" no duelo entre Inglaterra e Bélgica, que fechou a primeira fase do Mundial de 2018. Até a Fifa estava de olho para punir uma possível "marmelada". O risco era de que as duas seleções não se esforçassem para vencer, pois o segundo colocado do Grupo G fica no lado, teoricamente, mais fácil do mata-mata.

O primeiro tempo comprovou essa teoria. As duas equipes pouparam boa parte dos titulares e pouco se arriscaram no ataque. As 33 mil pessoas que foram ao estádio de Kaliningrado vaiaram os jogadores durante a saída para o intervalo.

Em caso de igualdade no placar, o primeiro lugar ficaria com o time que recebesse menos cartões, e a vantagem era da Inglaterra nesse critério (apenas dois cartões, contra cinco dos belgas).

Na segunda etapa, a Bélgica buscou o ataque. E marcou um dos mais belos gols da Copa. Aos seis minutos, Januzaj entortou Danny Rose, com um drible na área, e mandou a bola no ângulo. Os ingleses quase empataram com Rashford, mas Courtois realizou grande defesa.

Os Diabos Vermelhos encerram a primeira fase com a melhor campanha (nove pontos e sete gols de saldo). Encaram o Japão nas oitavas e ficam no caminho de Brasil (ou México) nas quartas de final. Já a Inglaterra jogará contra a Colômbia, tendo Suíça ou Suécia na fase seguinte, caso vença.

Ler mais
Ryan Pierse/Getty Images

O que eu disse é que a vitória não era o principal, o desempenho era o aspecto principal. A vitória é uma consequência disso e me agrada ainda mais. Precisamos nos preparar para enfrentar o Japão, e só isso importa para a gente

Roberto Martinez, técnico da Bélgica

Foi um jogo bem equilibrado. Eles tiveram posse e controle na maior parte do tempo, mais oportunidades no primeiro tempo, e nós, no segundo. Na fase de mata-mata, os jogos são maiores, e precisamos dos nossos jogadores chave [sobre poupar titulares]

Gareth Southgate, técnico da Inglaterra

Queremos ganhar todos os jogos e estamos decepcionados por não podermos fazer isso hoje. Eu acho que foi um jogo bem igual. Criamos algumas boas chances. A Bélgica tem muitos jogadores com qualidade, e o jogo foi decidido por uma jogada de qualidade

Eric Dier, volante inglês

Blogueiros comentam

  • Mauro Beting

    As duas seleções tentaram não vencer. Mas quem tem mais time e elenco venceu com um golaço

    Leia mais
  • PVC

    Fim de um tabu de 82 anos. Triunfo faz da Bélgica um dos três times com 100% de aproveitamento

    Leia mais
  • Praetzel

    A geração belga, ironizada por muitos, pode incomodar e ser a surpresa deste Mundial. Veja palpites para as oitavas

    Leia mais
  • Renato Maurício Prado

    Copa, pra valer, começará para o Brasil nas quartas de final, quando a adversária deverá ser a Bélgica

    Leia mais
FRANCOIS LENOIR/REUTERS

Primeira-ministra britânica ganha camisa rival de premiê belga

O primeiro-ministro belga Charles Michel viveu situação complicada com Theresa May, premiê britânica. Ele resolveu dar de presente uma camisa da sua seleção, e a situação foi retratada como uma gafe por jornais ingleses.

Ler mais
Reprodução/Sportv

Belga comemora gol com chutão e acerta bolada no próprio rosto

Michy Batshuayi resolveu roubar a cena no golaço de Januzaj. Na comemoração, o camisa 21 pegou a bola no fundo das redes para dar um chutão. Porém, acertou a trave, e a bola voltou com força contra o seu próprio rosto. Doeu!

Ler mais
Marko Djurica/Reuters

Espanha e Inglaterra fogem de chave com demais campeãs

Após a derrota por 1 a 0 para a Bélgica, a Inglaterra se junta à Espanha como as únicas campeãs mundiais na chave que muitos acreditam ser mais fácil. O outro lado tem seleções mais vitoriosas e mais expressivas na história.

Ler mais
Ryan Pierse/Getty Images

Imprensa inglesa questiona seleção e comemora fugir do Brasil

"Talvez a Inglaterra seja grata mais tarde porque evitou a possibilidade de uma partida de quartas contra o Brasil", afirma o inglês The Guardian. "Leões devem se perguntar se realmente são bons", critica o site do The Independent.

Ler mais

Foram bem

  • Januzaj

    Buscou o ataque o tempo inteiro, com três finalizações. Fez um dos mais belos gols da Copa: um chute no ângulo após drible desconcertante

    Imagem: Dan Mullan/Getty Images
  • Thibaut Courtois

    Realizou uma grande defesa, quando Rashford apareceu sozinho na sua frente. Com um leve desviou, mandou a bola para escanteio

    Imagem: Miguel Medina/AFP

Foram mal

  • Batshuayi

    Conseguiu chutar a bola no próprio rosto. Além disso, foi o segundo belga que mais perdeu a bola no jogo

    Imagem: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images
  • Rashford

    Teve nos pés a melhor chance de empatar, e parou no goleiro. Finalizou outras três vezes, porém sem acertar o gol

    Imagem: Ryan Pierse/Getty Images
Gonzalo Fuentes/Reuters

Momento chave

Aos 20 minutos do segundo tempo, a dupla de ataque da Inglaterra mostrou entrosamento. Rashford partiu em velocidade e recebeu o passe de Vardy, nas costas da defesa da Bélgica. A jovem revelação do Manchester United ficou cara a cara com Courtois e chutou à meia-altura, buscando o canto, mas o goleiro belga realizou uma grande intervenção, garantindo a vitória da Bélgica.

De olho na Copa

Simulador

Simule os jogos e saiba os possíveis confrontos do Brasil e de todas as seleções

Ler mais

Duelo de Cartas

Os melhores jogadores do mundo vão ajudar você a vencer este game

Ler mais

Tabela da Copa

Veja a classificação e os confrontos de todos os grupos da Copa

Ler mais
Topo