PUBLICIDADE
Topo

Austrália


Australianos preveem "duelo de músculos" contra a Dinamarca

O atacante Andrew Nabbout comemora o gol da Austrália contra a França - Toru Hanai/Reuters
O atacante Andrew Nabbout comemora o gol da Austrália contra a França Imagem: Toru Hanai/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/06/2018 10h44

Classificação e Jogos

A seleção da Austrália espera um confronto de músculos, com intensas disputas físicas e muitas jogadas aéreas, na partida contra a Dinamarca. As duas equipes se enfrentam na quinta-feira (21), às 9h (horário de Brasília), pela segunda rodada do grupo C da Copa do Mundo, na Arena Samara.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Mesmo com pouca tradição no futebol, os australianos tornaram-se conhecidos por imprimir um jogo que se aproveita de forte marcação, divididas e bolas paradas. Estas foram as características para complicar e quase ficar com o empate na derrota contra a França por 2 a 1 no sábado (16) — o segundo gol rival saiu só aos 36 min do segundo tempo.

O técnico da Austrália, o holandês Bert van Marwijk, afirmou que os dinamarqueses praticam um estilo de jogo parecido ao de sua equipe. “São fisicamente fortes, muito altos. Essa é a arma deles”, disse em entrevista coletiva nesta quarta (20). Segundo dados da Fifa, os escandinavos têm, ao lado da Sérvia, a maior média de altura do Mundial, com 1,86 m. A dos australianos é de 1,80 m.

“Percebemos que eles fazem muitos lançamentos para os jogadores de frente. Estamos preparados para qualquer coisa. Vamos tentar surpreendê-los da mesma maneira que fizemos contra a França", acrescentou Andrew Nabbout, atacante da Austrália.

O treinador do time australiano pediu aos seus comandados atenção especial ao camisa 10 Christian Eriksen, craque do Tottenham, da Inglaterra, responsável por organizar as jogadas no meio de campo dinamarquês. 

O duelo Dinamarca e Austrália opõe o segundo e o terceiro colocados, respectivamente, do grupo C. A vitória será decisiva para a continuidade das duas equipes na Copa. A França é a líder. O Peru, que perdeu dos escandinavos por 1 a 0 na estreia, no sábado, é o lanterna.

Austrália