PUBLICIDADE
Topo

Egito

Última estrela: Salah chega à Copa contra disparada de CR7 por Bola de Ouro

Estrela da seleção egípcia foi poupada do primeiro jogo da Copa e deve estrear nesta terça-feira, às 15h, contra a Rússia - Christophe Simon/AFP
Estrela da seleção egípcia foi poupada do primeiro jogo da Copa e deve estrear nesta terça-feira, às 15h, contra a Rússia
Imagem: Christophe Simon/AFP

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

18/06/2018 21h00

Classificação e Jogos

Cristiano Ronaldo desequilibrou a disputa pelo prêmio de melhor jogador do mundo já na primeira rodada da Copa do Mundo: 20 dias após vencer a Liga dos Campeões da Europa pela terceira vez consecutiva com o Real Madrid, o português marcou três vezes no empate em 3 a 3 com a Espanha, em Sochi.

Messi e Neymar, outros candidatos possíveis à Bola de Ouro, entraram em campo depois dele, mas não tiveram atuações de destaque. Resta apenas uma estrela para evitar a disparada do português: Mohamed Salah, o astro do Liverpool que entra em campo nesta terça-feira, às 15h, na partida entre Egito e Rússia pela abertura da segunda rodada do Mundial.

Salah vivia uma fase "faraônica" até 24 minutos do primeiro tempo da final da Liga dos Campeões entre Real e Liverpool. O deslocamento no ombro tirou o meia egípcio não só da sequência do jogo na Ucrânia, como também da primeira rodada da Copa, em que viu do banco a derrota de sua seleção para o Uruguai. Antes disso haviam sido 44 gols marcados e dez assistências em 51 partidas, sendo 32 gols no Campeonato Inglês do qual foi artilheiro e outros 11 na Champions em que protagonizou duelos como os 5 a 2 sobre a Roma ou os 3 a 0 diante do Manchester City.

O ano de Salah indicava um lugar na corrida pela Bola de Ouro, sendo ele o maior candidato a despolarizar a premiação que está nas mãos de Cristiano Ronaldo ou Messi há mais de uma década. A lesão no ombro atrapalhou os planos e agora o obstáculo é a fragilidade da seleção do Egito, que não chegava à Copa havia 28 anos e agora deposita na estrela suas esperanças. Depois de serem derrotados pelo Uruguai, os africanos enfrentam a melhor seleção da primeira rodada (que goleou a Arábia Saudita por 5 a 0 na abertura) para ainda sonharem com a vaga.

A participação de Salah na partida desta terça-feira ainda não é uma certeza. Ele foi poupado pelo técnico Héctor Cúper na estreia e tudo indica que estará em campo, mas ainda não há escalação confirmada. A federação local diz que ele deverá ser escalado, seu empresário Ramy Abbas Issa afirmou que ele está apto a jogar e o próprio jogador postou nas redes sociais a mensagem "Pronto para amanhã (terça-feira)". Será surpresa se Salah não começar jogando em São Petersburgo.

Ready for tomorrow. 100 million strong. @adidasfootball #HereToCreate

Uma publicação compartilhada por Mohamed Salah (@mosalah)

em

"Acredito que temos que prestar atenção primeiro no time da Rússia. Temos os nossos próprios jogadores, nossas forças. Não será um jogador só contra a Rússia. Eles têm outros 20 e poucos jogadores. Veremos o que acontecerá no resultado final", disse o goleiro russo Akinfeev, que tenta passar despreocupação com a figura de Salah na partida desta terça-feira.

Aos 26 anos recém-completados, o meia egípcio marcou na temporada 2017/2018 mais gols do que em todas as outras temporadas da carreira, quando defendeu Basel, Chelsea, Fiorentina e Roma: 44 contra 42 ao longo dos seis anos anteriores. Na aguardada estreia na Copa do Mundo ele tentará mostrar as razões de tanta expectativa.

Egito