PUBLICIDADE
Topo

Espanha

Diego Costa convence Espanha e muda foco de debate para De Gea

Murad Sezer/Reuters
Imagem: Murad Sezer/Reuters

Dassler Marques e João Henrique Marques

Do UOL, em Sochi (na Rússia)

16/06/2018 04h00

Classificação e Jogos

Jogar ou não com um camisa 9? A discussão na Espanha acabou. Com os dois gols contra Portugal no empate por 3 a 3, o centroavante foi colocado como o melhor jogador da seleção na partida. Agora, a pressão no elenco ficou restrita ao goleiro De Gea, por conta da falha feia no segundo gol de Cristiano Ronaldo – português chutou de fora da área e De Gea espanhol rebateu a bola para dentro do gol -.

> Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Super-heróis: Marcelo sofreu com 7 a 1 e ganhou peso

Diego Costa sequer tinha a titularidade garantida. Na incógnita de uma Espanha com mudança de treinador na antevéspera do jogo – saiu Julen Lopetegui e entrada de Fernando Hierro -, o camisa 9 era tido como provável alternativa de banco de reservas. As chances de Rodrigo e Asensio, por exemplo, eram maiores.

“Sim, não sabia que iria jogar. Mas aqui todos estão preparados. A nossa seleção tem esse favoritismo todo por conta disso. O preparo de todos para uma situação de decisão”, comentou Diego Costa.

O camisa 9 da Espanha se destacou na partida muito por conta do estilo tão questionado no país: o trombador. Foi assim que marcou o primeiro gol da seleção, sem contar com nenhum apoio de outros jogadores.

“Foi uma bonita jogada, enfrentei belos marcadores e por isso fico feliz do sucesso. Mas a realidade é que o time todo está de parabéns por conseguir dar a volta em um jogo complicado”, disse Diego Costa, procurando enaltecer os outros jogadores.

O contraponto

Se pra Diego Costa são só elogios. O goleiro De Gea deixou o estádio muito criticado pela mídia espanhola. O camisa 1 enfrentou uma serie de perguntas sobre a falha e reclamou da maneira como é tratado pela imprensa.

“Comigo acho que a imprensa é má. Não gosto. Falhar todo mundo, mas me refiro no geral. Não espero ver uma defesa sobre minha atuação na mídia. Mas acho que só vão falar mal”, comentou o goleiro.

Por fim, De Gea comentou buscar exemplos na Espanha para superar a atuação ruim. O jogador citado foi justamente Diego Costa.

"Veja como Diego Costa é um exemplo claro de que posso passar por uma reviravolta. Todos criticavam pela maneira de jogar, falta de gols, e olha só. Te fornece dois gols e todos esquecem do passado. O futebol é assim”, disse o camisa 1 espanhol. 

Espanha