PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Criticada, Fifa esclarece 6 mil assentos vazios em jogo Egito x Uruguai

Assentos vazios nas arquibancadas da partida entre Egito e Uruguai - Andrew Couldridge/Reuters
Assentos vazios nas arquibancadas da partida entre Egito e Uruguai Imagem: Andrew Couldridge/Reuters

Da Reuters, em Ecaterimburgo

16/06/2018 23h58

Classificação e Jogos

Torcedores russos usaram as redes sociais neste sábado (16) para perguntar o motivo pelo qual fileiras de assentos nobres ao lado do campo estavam vazias durante a partida na Copa do Mundo entre Egito e Uruguai, enquanto moradores tiveram que pagar quase um terço de um salário mensal médio por assentos piores.

Assista ao gol da vitória do Uruguai sobre o Egito
Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial

O comparecimento oficial da partida da última sexta-feira na Arena Ecaterimburgo foi somente de 27.015 torcedores, de acordo com a Fifa, em um estádio que teve sua capacidade expandida para 33.061 com a incomum adição de arquibancadas externas temporárias atrás de cada gol.

Os milhares de assentos vazios de forte cor laranja ficaram embaraçosamente visíveis para torcedores de todo o mundo que assistiam às coberturas televisivas do segundo jogo da Copa.

"Eu fiquei um pouco triste em ver assentos vazios, mas não tenho controle sobre isto, ou a informação necessária. São nossos parceiros da Fifa que lidam com ingressos", disse o governador regional Yevgeny Kuyvashev em publicação no Instagram.                 

Um porta-voz da Fifa disse: "A Fifa analisou isto e nós podemos confirmar que a questão relacionada à partida em Ecaterimburgo foi principalmente relacionada a 'não comparecimentos' de todos os grupos constituintes. Não houve problemas com as operações de ingressos da Fifa no local que teriam impedido portadores de ingressos de entrar na partida, e como já mencionado, 32.278 ingressos haviam sido alocados".

"Grupos constituintes" incluem associações e patrocinadores, assim como o público geral.

Olga Kotlyarova, uma ex-atleta russa que trabalha no departamento de informação do governo da cidade, escreveu no Facebook que muitos assentos vazios pertenciam a convidados VIPs que haviam decidido assistir ao jogo em um lounge interno por conta do frio.

Já Viktor Smirnov, torcedor russo, queixou-se na mídia social que ele acabou de fora apesar de ter comprado originalmente o que ele achava que era um assento lateral, e disse que os assentos vazios no dia eram um escândalo "em escala internacional".

Copa 2018