PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Pacificador, Hierro diz que não trocaria nenhum espanhol para ter CR7

Técnico Fernando Hierro comanda a Espanha durante a estreia na Copa do Mundo - REUTERS/Ueslei Marcelino
Técnico Fernando Hierro comanda a Espanha durante a estreia na Copa do Mundo Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Dassler Marques, João Henrique Marques e Ricardo Perrone

Do UOL, em Sochi (Rússia)

15/06/2018 17h59

Classificação e Jogos

Em sua segunda entrevista coletiva como novo treinador da Espanha, o ex-diretor Fernando Hierro se mostrou mais conciliador do que nunca. Depois de sua equipe fazer um jogo de encher os olhos e empatar em 3 a 3 com Portugal, nesta sexta-feira (15) em Sochi, o ídolo espanhol repetiu inúmeras vezes que união é o mais importante. E nem mesmo se Cristiano Ronaldo, autor de três gols, pudesse jogar com a camisa espanhola, Hierro gostaria de abrir mão de um dos seus.

Clique aqui para ver os gols de Portugal 3 x 3 Espanha

Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Super-heróis: Marcelo sofreu com 7 a 1 e ganhou peso

"Sou muito orgulhoso dos meus jogadores. Tenho uma grande relação com ele (Cristiano Ronaldo), é um rapaz extraordinário, mas não trocaria por nenhum dos meus", disse Hierro, que anida assim não poupou elogios ao craque português.

"Quando se tem um jogador como Cristiano pela frente, pode acontecer isso. No melhor momento nosso, possivelmente poderíamos fazer 4 a 2. É uma sorte para quem o tem, sem dúvida".

O ex-zagueiro também falou novamente sobre a crise no comando técnico da seleção. Hierro substituiu o treinador Julen Lopetegui, que comandou a equipe durante o ciclo para a Copa, mas foi demitido a dois dias da estreia depois de se tornar público seu acordo para defender o Real Madrid depois do Mundial da Rússia.

"Vou ficar com a responsabilidade de saber que não era uma situação fácil. Se tem um grupo de trabalhadores como esse, a vida fica muito mais fácil. É uma questão de equipe, de forma de trabalhar. Temos gente com tanto compromisso e que te quer ajudar. Do primeiro ao último trabalhador, todos têm disposição, desejo, me considero um privilegiado. Nesses três últimos dias, as circunstâncias não foram fáceis", avaliou o técnico.

"Nós somos uma equipe. Há jogadores em seu melhor dia, outros em um pior, é humano, mas não duvidamos. Somos uma equipe. Animamos todos a seguir. Equipe, equipe. Sabemos que há momentos e temos muito claro o que queremos", completou.

A Espanha volta a campo na próxima quarta-feira (20), pela segunda rodada do grupo B. O adversário será o Irã, que nesta sexta venceu o Marrocos por 1 a 0 e neste momento lidera a chave.

Copa 2018