Topo

Mauricio Stycer


Leifert critica protesto de Robbie Williams e chama o cantor de "bananão"

Brincadeira com Robbie Williams na estreia do "Central da Copa", na Globo - Reprodução
Brincadeira com Robbie Williams na estreia do "Central da Copa", na Globo Imagem: Reprodução
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Colunista do UOL

15/06/2018 01h08

Tiago Leifert já manifestou mais de uma vez sua repulsa à mistura de esportes com política. O jornalista acredita que “dá ruim” combinar uma coisa com a outra. “Basta olhar nossos últimos grandes eventos para entender que essas duas substâncias não devem ser consumidas ao mesmo tempo”, escreveu no início do ano. “Precisamos imunizar o pouco espaço que ainda temos de diversão. Textão é no Facebook. Deixem o esporte em paz”.

Na noite desta quinta-feira (14), na estreia do “Central da Copa”, programa que apresentará na Globo até o fim do Mundial na Rússia, Leifert não demorou a falar do assunto. O seu primeiro comentário foi justamente sobre o gesto polêmico que marcou a abertura da Copa, o dedo exibido pelo cantor Robbie Williams para as câmeras de TV do mundo inteiro.

Na presença de Caio Ribeiro, Barbara Coelho, do ex-goleiro Julio Cesar e do ator Cauã Reymond, Leifert inicialmente brincou: “Robbie Williams mandou um recado pra você, Caio”. E, na sequência, criticou: “O que houve? Tem bilhões de crianças assistindo, Caio. Não pode”.

O ex-jogador concordou: “É o pontapé inicial da Copa, tem bilhões de pessoas assistindo e ele manda uma dessas. É um bananão”. Ao que o apresentador confirmou, com ênfase: “Bananão!” Uma montagem feita pelo programa aplicou uma banana sobre o dedo de Williams.

Nos Estados Unidos, o canal Fox, que detém os direitos de exibição da Copa, pediu desculpas aos seus espectadores por ter exibido, involuntariamente, o gesto de Williams. Em nota, o canal disse: "A cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2018 é um evento jornalisticamente relevante, produzido por outras empresas e transmitido pela Fox. Como em qualquer transmissão ao vivo, nós não sabíamos o que poderia acontecer durante a performance de Robbie Williams e nós pedimos desculpa."

Williams não explicou, ainda, as razões do seu gesto. Mesmo assim, Leifert disse: “Ele diz que estava sendo muito criticado por cantar na Rússia, um país que as pessoas não gostam muito de carinho homoafetivo nas ruas. Aí mandou aquilo lá”.

Mais Mauricio Stycer