UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/10/14/com-obras-paradas-porto-alegre-esta-fora-da-copa-das-confederacoes-diz-jornal.htm
  • Com obras paradas, Porto Alegre está fora da Copa das Confederações, diz jornal
  • 06/07/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Projeto do novo Beira-Rio está parado, sem obras, desde metade do mês de maio

Projeto do novo Beira-Rio está parado, sem obras, desde metade do mês de maio

14/10/2011 - 12h00

Com obras paradas, Porto Alegre está fora da Copa das Confederações, diz jornal

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

O imbróglio entre Internacional e Andrade Gutierrez, para reforma do estádio Beira-Rio, se estende desde maio. Com isso, todas as atividades no local estão paradas. E o reflexo demorou, mas chegou. De acordo com o jornal Zero Hora, Porto Alegre não receberá a Copa das Confederações. Justamente pelo atraso nas obras.

A informação não foi confirmada, nem sequer pelos representantes do Inter ou da cidade gaúcha. Mas a preocupação é clara. De acordo com dirigentes do clube, a concorrência mais forte para Porto Alegre, na missão de sediar a Copa das Confederações, é Recife. A posição oficial só acontece no dia 20, quando a Fifa vai anunciar as sedes para o torneio de 2013.

Desde a metade de setembro que a pressão pública pela assinatura do contrato de parceria entre o colorado e a empreiteira aumentou. Sem efeito. Na prática, o documento ainda precisa ser alterado. Inter e Andrade Gutierrez seguem com discordância em, pelo menos, três cláusulas.

Na prefeitura, o temor é redobrado. “A decisão acontece em apenas seis dias e naturalmente as pressões acabaram acontecendo, outras cidades entraram no páreo, articulações políticas têm sido feitas em favor de outras cidades, inclusive reunindo pessoas do primeiro escalão do governo federal, e isto certamente enfraquece muito a nossa condição”, disse o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Em recente visita ao Beira-Rio, o ministro Orlando Silva prometeu intervenção no caso. Um pequeno avanço ocorreu horas depois, mas no começo desta semana, a comissão de obras do Internacional pediu novos ajustes na minuta do contrato.

Placar UOL no iPhone