UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/10/12/secretario-de-mg-critica-fifa-e-diz-que-bh-deveria-abrir-a-copa-se-o-criterio-fosse-merito.htm
  • Secretário de MG critica Fifa e diz que BH deveria abrir a Copa "se o critério fosse mérito"
  • 30/05/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Modelo de como ficará o Mineirão após a reforma; prazo de entrega é dezembro de 2012

Modelo de como ficará o Mineirão após a reforma; prazo de entrega é dezembro de 2012

12/10/2011 - 14h23

Secretário de MG critica Fifa e diz que BH deveria abrir a Copa "se o critério fosse mérito"

Vinícius Segalla
Em São Paulo

Se Belo Horizonte ainda se considera no páreo para sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014? "Com certeza. O jogo só termina quando acaba". Assim responde o secretário Sérgio Barroso, da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa (Secopa-MG)  sobre os planos da capital de Minas Gerais para o Mundial de futebol. Segundo ele, se o critério da Fifa para escolher a cidade da abertura fosse "o mérito", Belo Horizonte seria a escolhida. 

NO PRAZO

  • Segundo o secretário Barroso, as obras do Mineirão seguem no prazo, não dando razão para as críticas que a Fifa faz publicamente ao país

Em entrevista ao UOL Esporte, o secretário enumerou as vantagens de Belo Horizonte e fez críticas veladas a outras cidades-sede. "Não queriam a Copa da iniciativa privada? Pois aqui a obra do estádio (reforma do Mineirão) está sendo feito em sistema de PPP (parceria público-privada). Não era para trabalhar dentro dos prazos? Aqui a obra começou em janeiro de 2010 e terminará em dezembro de 2012", advoga Barroso, que conclui: "Enfim, está tudo sendo executado no prazo.  Esperamos que isso conte pontos uma vez que o presidente da Fifa já afirmou que o critério não é político e sim esportivo. Se fosse por questão de mérito, a escolha deveria ser Belo Horizonte".

A cidade de São Paulo, favorita para receber a partida inaugural do torneio, terá um estádio que, apesar de privado, receberá R$ 470 milhões dos governos municipal e estadual. A previsão de entrega da arena é dezembro de 2013, embora a empreiteira responsável pela obra esteja trabalhando para antecipar a conclusão da obra em três meses.

Em relação à rede hoteleira de Belo Horizonte, considerada aquém da necessária, o secretário acredita que os investimentos da iniciativa privada até 2014 irão garantir a oferta necessária para o evento. "Quanto mais falam que em Minas não há hotel, mais os empresários ficam atentos e investem aqui", diz..

Segundo ele, no momento, há 28 hotéis em construção na grande BH – até 100 km da capital - e outros 17 encontram-se no fim do processo de licenciamento.  "Teremos até 2014 cerca de 51 mil leitos, mais que o dobro do que a FIFA recomenda para abertura de uma Copa do Mundo", garante Barroso.

O secretário mineiro também criticou a postura da Fifa, de reclamar publicamente do Brasil em relação aos prazos das obras. "Se você for pesquisar declarações dos dirigentes da Fifa logo depois da definição do Brasil como sede, vai encontrar muitas cobranças de que não haviam começado as obras nos estádios, que tudo tinha que estar pronto até 2012. Eles falam para o mundo todo. Expõem o Brasil como se aqui não conseguíssemos cumprir prazos. Em Minas conseguimos sim: assumimos um compromisso, nos planejamos e vamos cumprir o negociado".

Placar UOL no iPhone