PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Mattos

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

CBF avisa clubes que não poupará atletas em convocações em ano da Copa

Weverton desfalca o Palmeiras quando está convocado - Lucas Figueiredo/CBF
Weverton desfalca o Palmeiras quando está convocado Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

05/11/2021 04h00

A CBF avisou os clubes que o técnico Tite não evitará convocações de jogadores em datas-Fifa conflitantes com partidas do Brasileiro no ano da Copa. Esse alerta foi dado após um pedido do Flamengo em reunião com clubes e federações para discutir o calendário de 2022. Assim, não se repetirá o que ocorreu nos jogos das eliminatórias no final deste ano.

Na reunião, a CBF mostrou o calendário para 2022. No documento, há datas-Fifa coincidentes com cinco jogos do Brasileiro. Assim, os times estarão desfalcados nestas rodadas. Só será diferente se a confederação optar por uma mudança no calendário apresentado.

Pois bem, o Flamengo queria o início dos Estaduais antecipado para não haver os desfalques. Quando a CBF sinalizou que isso seria impossível, o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, perguntou se se seria possível não convocar jogadores que atuam no Brasil nas datas-Fifa conflitantes com o Brasileiro.

O vice-presidente da CBF, Gustavo Feijó, que é responsável por cuidar da parte de seleção, respondeu que isso não seria viável. Sua explicação foi de que Tite não poderia deixar de chamar atletas no ano da Copa-2022 porque prejudicaria a preparação do time. Alegou ainda que os atletas ficaram contrariados por perderem chances na disputa da vaga para o Mundial.

Ou seja, a diretoria da confederação sinalizou que não repetirá o que aconteceu na fase decisiva do Brasileiro em que abdicou dos atletas que atuam no Brasil. Os desfalques ocorrerão em datas do Brasileiro em junho —quatro rodadas afetadas— e setembro— uma.

A declaração de Feijó não agradou o Flamengo que também ficou contrariado com o fato de a CBF ter se recusado a antecipar o início dos Estadual para evitar conflitos. A alegação da entidade, neste caso, é que contratos dos campeonatos impedem que isso ocorra.

Outra possibilidade levantada pelo Flamengo foi deslocar jogos da Copa do Brasil para datas-Fifa. A CBF também indicou que isso não deve ocorrer.

Pelo calendário apresentado, a temporada começa em 26 de janeiro, com os Estaduais. Há datas de competições regionais também conflitantes com a seleção, mas isso não gerou reclamação. A temporada irá até 14 de novembro quando acaba o Brasileiro.