PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Mattos

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

CBF não terá na Olimpíada atletas da Copa América como Neymar e Weverton

Neymar brinca após publicar foto "sem querer" de amiga: "Se ela quiser, tamo aí" - GettyImages
Neymar brinca após publicar foto 'sem querer' de amiga: "Se ela quiser, tamo aí" Imagem: GettyImages
Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

14/06/2021 20h18

Com Igor Siqueira

A CBF já sabe que não poderá contar com jogadores que estão na Copa América na Olimpíada. Primeiro, recebeu negativa do PSG relacionada a usar Neymar e Marquinhos nos Jogos. Depois, o Palmeiras pediu para liberar Weverton. A entidade percebeu que não terá condições de liberar atletas que já estavam na competição continental.

A lista do técnico da seleção olímpica André Jardine terá 18 nomes, sendo três possivelmente acima de 24 anos. A relação será anunciada na quinta-feira. A Olimpíada não faz parte do calendário internacional e, portanto, a liberação de jogadores não é obrigatória.

O PSG já tinha vetado as presenças de Neymar e Marquinhos em carta enviada ao presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo. A informação foi publicada primeiro pela "ESPN" e confirmada pelo UOL.

Depois, foi a vez de o Palmeiras dizer que não liberaria Weverton. A CBF também aceitará a situação até porque não tem como impor sua liberação. Só haverá uma reversão se o jogador obtiver uma permissão do seu clube.

Fora isso, a cúpula da entidade já avisou Jardine que não será possível contar com atletas que estão na Copa América. No caso da Europa, seria muito difícil conseguir a liberação de jogadores para as duas competições. E, entre os times brasileiros, a situação é ainda mais complicada porque os atletas já desfalcarão seus times por nove rodadas pela competição continental.

Assim, o foco agora de Jardine é contar com um goleiro, um zagueiro e um volante acima de 24 anos.

Rodrigo Mattos