PUBLICIDADE
Topo

Blog do Rodrigo Mattos

Em estreia no SBT, Libertadores tem um terço dos jogos gratuitos

Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

16/09/2020 04h00

A Libertadores vive um novo cenário com a substituição da Globo pelo SBT na transmissão de TV Aberta com jogos de Palmeiras e Grêmio, nesta quarta-feira. No Brasil, a competição tem uma realidade a parte com um maior número de jogos disponível sem pagamento: um terço das partidas está em plataforma aberta entre o SBT e o Facebook.

Para efeito de comparação, o restante da América do Sul tem só três ou quatro jogos abertos do total de 16 da rodada da Libertadores. É uma fatia similar ao Brasileiro da Série A que tem entre 20% e 25% das partidas em plataforma aberta, no caso da Globo.

Essa realidade é consequência da concorrência realizada pela Conmebol em 2018 que dividiu a Libertadores em quatro pacotes diferentes sem especificar plataforma. Assim, a Globo comprou um pacote premium com 25 jogos e o Facebook ficou com as partidas de quinta-feira, um total de 27.

Assim, são 52 partidas da Libertadores fora de canais pagos de um total de 155. Os jogos mais decisivos, como finais e eliminatórias relevantes dos times brasileiros, passarão no SBT que tem prioridade de escolha.

Esse número alto de partidas em plataformas abertas é benéfico para a Conmebol em outro aspecto: exibição de patrocinadores. Ao contrário do que ocorria com a Globo, o SBT tem acordo para exibir os patrocinadores da Conmebol em suas transmissões, em inserções.

No caso do Facebook, houve problemas no início das transmissões da Libertadores em 2019 por conta de questões técnicas. Mas a empresa teve conversas com as telefônicas e, neste ano, houve sensível melhora nas transmissões. Nesta semana, a plataforma passará a reestreia do Flamengo, diante do Independente Del Valle.

Deste a concorrência, a Conmebol faria questão que houvesse um número de jogos em plataforma aberta para garantir a divulgação da Libertadores. Acredita que a competição ainda está em fase de expansão de promoção.

Além de SBT e Facebook, a Libertadores tem uma maioria de jogos em canais pagos, no caso a Fox Sports e a recém-criada Conmebol TV. Juntos, os dois canais transmitem um total de 13 ou 14 jogos de cada rodada da fase de grupo da Libertadores, isto é, menos os que estão no Facebook. A Fox tem a prioridade de escolha dos jogos que transmite, e a Conmebol TV fica com a segunda opção. E, assim, vai na sequência.

Blog do Rodrigo Mattos