PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Champions começa com artilheiro brasileiro e em estádio para 2 mil pessoas

Estádio Víkingsvöllur, na Islândia, irá receber os primeiros jogos da Champions 2022/23 - Reprodução
Estádio Víkingsvöllur, na Islândia, irá receber os primeiros jogos da Champions 2022/23 Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

20/06/2022 04h00

Vinte e quatro dias depois de 75 mil pessoas irem ao Stade de France para ver o Real Madrid derrotar o Liverpool por 1 a 0 e conquistar pela 14ª vez o título da Liga dos Campeões da Europa, o torneio interclubes mais badalado do planeta recomeça amanhã pela manhã com expectativa de receber menos de 2% desse público.

Afinal, o estádio Víkingsvöllur, em Reykjavík, capital da Islândia, que foi escolhido pela Uefa para receber as três primeiras partidas da temporada 2022/23 da Champions, tem capacidade para abrigar no máximo 2 mil expectadores. E desses, apenas 1.149 podem assistir aos jogos sentadinhos na arquibancada.

São essas poucas pessoas que terão a oportunidade de ver in loco até sexta os campeões nacionais dos quatro países de pior coeficiente no ranking da Uefa brigarem por somente uma vaga na fase preliminar da competição continental.

A primeira partida será entre o La Fiorita (San Marino) e Inter d'Escaldes (Andorra). Também amanhã, horas mais tarde, vão a campo o FCI Levadia (Estônia) e o Vikingur Reykjavík, time da casa.

Os vencedores das semifinais da "pré-pré-Champions" jogarão novamente pelo direito de enfrentar o bem mais tradicional Malmö, da Suécia, na primeira rodada dos mata-matas qualificatórios.

Apesar de contar apenas com equipes inexpressivas no cenário internacional e com alguns jogadores que nem são 100% profissionais (dividem-se entre o futebol e outros empregos), essa primeira etapa do torneio europeu já terá um brasileiro em campo.

Principal jogador de ataque do Levadia, o atacante paulista Liliu é um daqueles clássicos exemplos de nômade da bola. Aos 32 anos, o ex-atleta do Desportivo Brasil e do São Bento já passou por Bélgica, Kuwait, Chipre, Israel, Malta, Suécia e Peru.

No Levadia desde janeiro, o centroavante já teve uma passagem anterior de sucesso pela Estônia. Entre 2017 e 2019, ele jogou no Kalju e registrou uma média de quase 0,75 gol por partida (61 bolas nas redes em 82 jogos) e foi uma vez artilheiro do Campeonato Estoniano.

No total, 26 dos 32 clubes que irão disputar a etapa principal da Liga dos Campeões já estão conhecidos. As últimas seis vagas sairão desses mata-matas, que contarão com a participação de algumas equipes tradicionais do continente, como Benfica, Rangers, Dínamo de Kiev, PSV Eindhoven, Monaco e Fenerbahçe.

Por conta da realização da Copa do Mundo no fim do ano, a fase de grupos desta temporada da Champions será realizada de forma expressa. O número de rodadas foi mantido (seis), mas elas serão compactadas em menos de dois meses, entre 6 de setembro e 2 de novembro.

O sucessor do Real Madrid no posto de melhor time da Europa será conhecido no dia 10 de junho de 2023. O palco da final será o estádio Olímpico Atatürk, em Istambul (Turquia), originalmente escolhido como sede da decisão de 2021, que precisou ser transferida para Portugal por conta da pandemia da covid-19.

Clubes já classificados para a fase de grupos

Real Madrid (ESP), cabeça de chave
Eintracht Frankfurt (ALE), cabeça de chave
Manchester City (ING), cabeça de chave
Milan (ITA), cabeça de chave
Bayern de Munique (ALE), cabeça de chave
Paris Saint-Germain (FRA), cabeça de chave
Porto (POR), cabeça de chave
Ajax (HOL), cabeça de chave
Liverpool (ING)
Chelsea (ING)
Tottenham (ING)
Barcelona (ESP)
Atlético de Madri (ESP)
Sevilla (ESP)
Inter de Milão (ITA)
Napoli (ITA)
Juventus (ITA)
Borussia Dortmund (ALE)
Bayer Leverkusen (ALE)
RB Leipzig (ALE)
Olympique de Marselha (FRA)
Sporting (POR)
Brugge (BEL)
Red Bull Salzburg (AUT)
Celtic (ESC)
Shakhtar Donetsk (UCR)