PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Arthur Cabral é de novo o artilheiro brasileiro na Europa; confira o top 10

Arthur Cabral é outra vez o artilheiro brasileiro da temporada europeia - Divulgação
Arthur Cabral é outra vez o artilheiro brasileiro da temporada europeia Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

17/05/2022 04h20

Pela segunda temporada consecutiva, o artilheiro brasileiro na Europa não é nenhum dos jogadores que Tite costuma convocar para defender a seleção.

Assim como aconteceu em 2020/21, o jogador nascido no único país pentacampeão mundial que mais balançou as redes no Velho Continente ao longo dos últimos 12 meses foi Arthur Cabral.

O centroavante da Fiorentina comemorou 29 vezes durante a temporada, nove a mais do que no ciclo passado.

A maioria absoluta desses gols (27, para ser mais preciso) saiu no segundo semestre do ano passado, enquanto o ex-jogador de Ceará e Palmeiras ainda defendia o Basel e dava shows semanalmente no Campeonato Suíço.

Depois que se mudou para a Itália, em janeiro, em uma transferência que visava justamente tentar ficar mais perto da Copa do Mundo do Qatar-2022, os tentos rarearam, e o centroavante só conseguiu marcar mais duas vezes.

Mesmo assim, a "gordura" acumulada foi suficiente para que Arthur Cabral permanecesse no topo do ranking dos maiores artilheiros brasileiros da temporada europeia. E com larga folga para qualquer outro candidato ao posto.

O levantamento leva em consideração os jogadores que atuam na primeira divisão das 20 principais ligas nacionais do Velho Continente de acordo com os coeficientes da Uefa: Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha, França, Portugal, Holanda, Áustria, Escócia, Rússia, Sérvia, Ucrânia, Bélgica, Suíça, Grécia, República Tcheca, Noruega, Dinamarca, Croácia e Turquia).

Finalista da Liga dos Campeões pelo Real Madrid e campeão português com a camisa do Porto, Vinícius Júnior e Evanilson, respectivamente, foram quem mais se aproximaram da marca do atacante da Fiorentina. Cada um deles foi às redes em 21 oportunidades.

O top 10 dos goleadores tupiniquins de 2021/22 só conta com um dos camisas 9 que mais têm sido utilizados por Tite na preparação para o Qatar-2022: Gabriel Jesus, do Manchester City, que marcou 13 vezes e aparece na sétima posição.

Matheus Cunha (Atlético de Madri), Richarlison (Everton) e Roberto Firmino (Liverpool), que também disputam essa posição, não balançaram as redes em quantidade suficiente para descolar um lugarzinho na classificação.

Neymar, que durante muito tempo foi o principal nome brasileiro no Velho Continente, por pouco não conseguiu entrar na lista. Em uma temporada em que passou muito tempo no departamento médico, o camisa 10 do Paris Saint-Germain só anotou 12 gols e ficou no oitavo lugar -havia sido o segundo em 2020/21.

O ranking é formado majoritariamente por nomes bem conhecidos do torcedor, mas também conta com algumas surpresas, como o meia-atacante Evander, ex-Vasco, que defende o Mijtjylland, da Dinamarca, e Samuel Lino, atacante do português Gil Vicente, que já está negociado com o Atlético de Madri.

Artilheiros brasileiros na temporada 2021/22

1 - Arthur Cabral (Basel-SUI e Fiorentina-ITA): 29 gols
2 - Evanilson (Porto-POR): 21 gols
Vinícius Júnior (Real Madrid-ESP): 21 gols
4 - Evander (Midtjylland-DIN): 16 gols
5 - Samuel Lino (Gil Vicente-POR): 14 gols
Tiquinho Soares (Olympiacos-GRE): 14 gols
7 - Gabriel Jesus (Manchester City-ING): 13 gols
8 - Antony (Ajax-HOL): 12 gols
Neymar (Paris Saint-Germain-FRA): 12 gols
Tetê (Shakhtar Donetsk-UCR e Lyon-FRA): 12 gols