PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com nudez e relatos de vício, Jardel vira atração do Big Brother Portugal

Jardel é uma das atrações da versão portuguesa do Big Brother - Reprodução
Jardel é uma das atrações da versão portuguesa do Big Brother Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

17/01/2022 04h20

O velocista Paulo André Camilo, semifinalista dos 100 m rasos nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, e o surfista de ondas gigantes Pedro Scooby iniciam hoje a disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão na 22ª edição do Big Brother Brasil.

Mas os dois atletas não são os únicos nomes importantes do esporte brasileiro confinados em uma casa e vigiados pelas câmeras do reality show mais famoso do planeta durante 24 horas por dia e sete dias por semana.

O ex-atacante Jardel, uma das estrelas do Grêmio que foi campeão da Libertadores-1995, ídolo de clubes como Porto, Sporting e Galatasaray e que disputou uma dezena de partidas com a camisa da seleção, está participando desde o dia 2 de janeiro da versão portuguesa do Big Brother.

Por lá, pelo menos neste ano, o programa é exclusivo para famosos. Entre os adversários do antigo artilheiro estão cantores, atores, apresentadores, um ex-presidente do Sporting (Bruno de Carvalho) e mais uma brasileira, a empresária e influencer Jaciara Dias, ex-esposa de Deco.

Nas duas primeiras semanas do reality, Jardel não foi uma figura determinante para os rumos do jogo. Ele ainda não foi líder (chamado de presidente, no programa luso) e nem foi indicado para o paredão. Até o momento, só recebeu um voto para deixar a casa.

Apesar de estar fazendo apenas figuração nas dinâmicas que ditam o ritmo do Big Brother português, o brasileiro tem sido protagonista de alguns dos momentos mais emocionantes do programa.

Na semana passada, o ex-atacante conversou com seus companheiros de programa sobre sua dependência química e relatou alguns dos momentos mais difíceis da sua trajetória de mais de 25 anos de luta contra as drogas.

"Em 2002 [quando ainda jogava profissionalmente e era o protagonista do Sporting], tive uma overdose e fiquei sete dias acordado, usando cocaína. Para vocês que me estão a ver, isso não é exemplo nenhum. Contratei mulheres, fiquei naquela vida achando que não ia acontecer nada comigo, que estava tudo bem", disse.

Jardel já afirmou que começou a utilizar drogas ilegais em 1996, logo que deixou o Grêmio para jogar na Europa. Durante a maior parte da carreira, consumiu os entorpecentes apenas durante os períodos de férias para não correr risco de ser pego em algum exame antidoping.

"Está sendo uma superação diária, porque não é fácil. Onde eu chego, me oferecem bebida, entre outras coisas. Estou sentindo, espiritualmente, que está na hora. Ou toma um rumo ou vai pra baixo. Ou morre ou se salva. Eu estou nessa luta."

Mas a participação do ex-atacante no programa não tem sido marcada apenas por momentos intensos. O antigo jogador também tem se apresentado como um dos alívios cômicos do Big Brother português.

Enquanto se arrumava para participar de uma festa, Jardel simplesmente abaixou as calças e mostrou as nádegas e sua parte íntima para os companheiros que estavam com ele no quarto. A cena fez tanto sucesso em Portugal que o órgão genital do artilheiro vem sendo chamado de "badalão" desde então.

Ídolo de duas das três maiores torcidas do futebol português, o brasileiro já tem sido apontado como um dos favoritos para ficar com o prêmio de 50 mil euros (R$ 316 mil) e vem recebendo pesado apoio dos fãs.

No sábado, um grupo de apoiadores do Porto alugou um avião, que sobrevoou o confinamento com uma faixa escrita "Jardigol, Super Dragões estão contigo". O ex-atacante conseguiu ver a mensagem e vibrou gritando o nome do clube pelo qual ganhou três edições do Campeonato Português.