PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Jogador mais rico do mundo não emplaca na Europa e vai jogar na Tailândia

O jogador mais rico do mundo agora atua no futebol tailandês - Divulgação
O jogador mais rico do mundo agora atua no futebol tailandês Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

06/01/2022 04h00

O jogador profissional de futebol mais rico do planeta cansou de tentar construir uma carreira na Europa.

Depois de passar por Arsenal, Southampton, Chelsea, Leicester e Marítimo e não conseguir sequer disputar uma partida pela equipe principal de nenhum desses clubes, Faiq Bolkiah resolveu retornar para a Ásia e agora faz parte do elenco do Chonburi FC, que ocupa a terceira colocação do Campeonato Tailandês.

O meia-atacante de 23 anos assinou um contrato bem curto, válido apenas até maio. Mesmo assim, foi anunciado com status de grande reforço por seu novo clube.

"É muito bom termos na equipe um jogador conhecido em todo o mundo. Ele é o futebolista mais rico, mas isso não nos importa. Levamos em conta apenas o seu valor dentro de campo. Estudamos seus dados, conversamos com ele e tivemos a oportunidade de perceber que é um profissional que não deseja privilégios", declarou o diretor de futebol Sasit Singtothong.

De acordo com o site "BlogFinanceFR", Bolkiah tem uma fortuna estimada em torno de US$ 20 bilhões (R$ 113,6 bilhões). Isso equivale a mais ou menos 40 vezes a grana acumulada por Cristiano Ronaldo desde que ele estreou nos gramados.

E o mais maluco disso é que, apesar das passagens por vários clubes importantes do cenário internacional no currículo, o novo jogador do Chonburi FC praticamente não ganhou nenhum dinheiro com o futebol até hoje.

Sua riqueza vem do fato de ele fazer parte da família real de Brunei, um minúsculo país insular localizado no sudeste asiático, que tem população de apenas 460 mil habitantes e enormes reservas de petróleo e gás natural.

O maior bilionário da bola é sobrinho de Hassanal Bolkiah, monarca que é famoso pela ostentação em que vive. Além da famosa coleção particular de carrões que possui, ele chegou a contratar Michael Jackson para cantar no seu aniversário de 50 anos, um evento público que reuniu 60 mil pessoas.

O pai do meia-atacante também é poderoso. O jogador é filho do príncipe Jefri, que foi ministro da Economia do seu irmão mais velho durante mais de uma década.

Nascido nos Estados Unidos, mas com cidadania bruneana, Bolkiah aproveitou as ótimas conexões familiares para ter a melhor formação que um jogador de futebol pode conseguir. Durante o período em que estava nas categorias de base, passou por Southampton, Arsenal e Chelsea, todos da primeira divisão inglesa.

Depois, passou quatro temporadas no Leicester, mas o máximo que conseguiu foi disputar cinco partidas da Uefa Youth League, uma espécie de versão sub-19 da Liga dos Campeões da Europa.

Em setembro de 2020, transferiu-se para o Marítimo para, em tese, fazer parte do elenco que disputava a primeira divisão do Campeonato Português. Só que, ao longo de um ano e meio no clube, Bolkiah só foi relacionado para um único jogo do time adulto... e, mesmo assim, nem sequer saiu do banco de reservas.

O jogador de futebol mais rico do mundo rescindiu com a equipe da Ilha da Madeira em 14 de dezembro. Dez dias depois, já descolou um novo emprego e se mudou para a Tailândia.

Fundado há apenas 25 anos, o Chonburi FC tem um título nacional no currículo (2007) e já foi vice-campeão em cinco oportunidades. O time conta com um jogador brasileiro, o atacante Dennis Murilo, ex-Athletico-PR e Ponte Preta.

A Thai League está em recesso desde o fim de novembro e terá sua primeira rodada de 2022 disputada neste fim de semana. O time de Bolkiah, que está quatro pontos atrás do líder, Buriram United, joga no domingo contra o Muangthong United.