PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Descubra os reforços mais caros da história de cada campeonato nacional

Jack Grealish é o reforço mais caro da história do futebol da Inglaterra - Getty Images
Jack Grealish é o reforço mais caro da história do futebol da Inglaterra Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

22/10/2021 04h20

Jack Grealish tem menos de 20 partidas pela seleção e está em sua primeira temporada em um clube que costuma disputar títulos. Mesmo assim, o meia-atacante de 26 anos já está na história do futebol inglês.

Os 117,5 milhões de euros (R$ 770,7 milhões) pagos pelo Manchester City para tirá-lo do Aston Villa, há dois meses, transformaram o novo camisa 10 da equipe de Pep Guardiola no reforço mais caro que a Premier League já viu.

Além da Inglaterra, apenas um outro país minimamente relevante no cenário internacional da bola na atualidade bateu seu recorde de maior contratação da história na última janela de transferências: a Arábia Saudita.

E o responsável pela marca história é um brasileiro: o meia-atacante Matheus Pereira, que deixou justamente o futebol inglês (West Bromwich) para jogar no Al-Hilal. O custo total do negócio foi de 18 milhões de euros (R$ 118,3 milhões).

Os jogadores do único país pentacampeão mundial de futebol também detêm os recordes do Mercado da Bola nos campeonatos de França (Neymar), Espanha (Philippe Coutinho), China (Oscar), Rússia (Hulk e Malcom), Ucrânia (Bernard), Holanda (David Neres), Turquia (Jardel), Japão (Jô), Suíça (Arthur Cabral) e, evidentemente, Brasil (Gabigol).

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo a lista completa das contratações mais caras já realizadas por 25 dos mais importantes campeonatos nacionais do planeta.

Os reforços mais caros de cada campeonato:

FRANCÊS - Neymar (BRA, Paris Saint-Germain, 2017) - 222 milhões de euros
ESPANHOL - Philippe Coutinho (BRA, Barcelona, 2018) - 160 milhões
INGLÊS - Jack Grealish (ING, Manchester City, 2021) - 117,5 milhões
ITALIANO - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus, 2018) - 117 milhões
ALEMÃO - Lucas Hernández (FRA, Bayern, 2019) - 80 milhões
CHINÊS - Oscar (BRA, Shanghai SIPG, 2017) - 60 milhões
RUSSO - Axel Witsel (BRA, Zenit, 2012) - 40 milhões
Hulk (BEL, Zenit, 2012) - 40 milhões
Malcom (BRA, Zenit, 2019) - 40 milhões
QATARIANO - Shoya Nakajima (JAP, Al Duhail, 2018) - 35 milhões
UCRANIANO - Bernard (BRA, Shakhtar Donetsk, 2013) - 25 milhões
PORTUGUÊS - Darwin Núñez (URU, Benfica, 2020) - 24 milhões
HOLANDÊS - David Neres (BRA, Ajax, 2017) - 22 milhões
SAUDITA - Matheus Pereira (BRA, Al-Hilal, 2021) - 18 milhões
BRASILEIRO - Gabriel Barbosa (BRA, Flamengo, 2020) - 17,5 milhões
TURCO - Jardel (BRA, Galatasaray, 2000) - 17,1 milhões
EMIRADENSE - Moussa Sow (SEN, Al-Ahli, 2015) - 16 milhões
GREGO - Michalis Konstantinou (CHP, Panathinaikos, 2001) - 15 milhões
MEXICANO - Rodolfo Pizarro (MEX, Chivas, 2016) - 14,8 milhões
MLS - Pity Martínez (ARG, Atlanta United, 2019) - 14,5 milhões
BELGA - Zinho Vanheusden (BEL, Standard Liège, 2019) - 11,7 milhões
ARGENTINO - Lucas Pratto (ARG, River Plate, 2018) - 11,5 milhões
AUSTRÍACO - Noah Okafor (SUI, Red Bull Salzburg, 2019) - 11,2 milhões
JAPONÊS - Jô (BRA, Nagoya Grampus, 2018) - 11 milhões
ESCOCÊS - Odsonne Edouard (FRA, Celtic, 2018) - 10,3 milhões
SUÍÇO - Arthur Cabral (BRA, Basel, 2020) - 6 milhões
DINAMARQUÊS - Pep Biel (ESP, Copenhague, 2019) - 5 milhões

Fonte: Transfermarkt