PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sem Messi e CR7, Barcelona e Juventus patinam e quebram recordes históricos

Barcelona sentiu peso da saída de Messi e tem pior largada em 13 anos - REUTERS
Barcelona sentiu peso da saída de Messi e tem pior largada em 13 anos Imagem: REUTERS
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

22/09/2021 04h20

A Juventus ainda não venceu no Campeonato Italiano e está na zona de rebaixamento da competição que venceu nove vezes consecutivas entre 2012 e 2020. O Barcelona também tem empilhado um resultado negativo atrás do outro e marcou até o momento o mesmo número de gols que sofreu.

As primeiras semanas dos dois gigantes do futebol europeu depois das saídas de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi só têm servido para seus torcedores lembrarem como era boa a vida quando tinham um craque por quem gritar.

Quem mais sentiu o baque foi a Juve. O primeiro mês da temporada 2021/22, com apenas uma vitória em cinco partidas oficiais, foi nada menos que o pior já vivido pelo clube neste século.

Até o momento, a equipe alvinegra só conseguiu derrotar o modesto Malmö, da Suécia, na abertura da Liga dos Campeões da Europa. No Italiano, foram duas derrotas (para Empoli e Napoli) e dois empates (contra Udinese e Milan).

Na atual edição do Calcio, a equipe dirigida por Massimiliano Allegri só não está pior que Cagliari e Salernitana, recém-promovida para a primeira divisão. A desvantagem em relação à Inter de Milão, líder da competição, já é de 11 pontos.

No ano passado, já com Cristiano Ronaldo sendo alvo de críticas de torcedores e dirigentes (o que acabou facilitando seu retorno ao Manchester United), o pontapé inicial juventino foi significantemente melhor. Na soma de todas as competições, a equipe conquistou nove pontos nas cinco primeiras partidas, 80% a mais do que agora.

Ainda que não no mesmo nível dos bianconeri, o Barcelona também só foi ladeira abaixo depois da saída do seu mais premiado jogador.

Depois de ser proibido de inscrever Messi por problemas financeiros e liberá-lo para jogar no Paris Saint-Germain, o clube catalão começou a atual temporada somando oito dos 15 primeiros pontos disputados.

Ao longo dos últimos 12 anos, a equipe culé não teve uma largada pior que a atual. Só em 2008/09, quando acumulou uma vitória, dois empates e duas derrotas nos primeiros jogos da temporada, a situação esteve mais feia do que a de hoje.

Nesta temporada, o Barça conseguiu derrotar Real Sociedad e Getafe e também empatou com Athletic Bilbao e Granada. Mas, quando encontrou o Bayern de Munique na Champions, levou logo um 3 a 0, mesmo atuando no Camp Nou.

Para piorar, o time comandado por Ronald Koeman fez e sofreu exatamente o mesmo número de gols até o momento: oito, algo impensável nos tempos de Messi. Com o antigo camisa 10 argentino, os catalães balançaram as redes 14 vezes e foram vazados em apenas duas oportunidades nas cinco partidas iniciais de 2020/21.

Tanto Barça quanto Juventus têm novos compromissos neste meio de semana. A antiga equipe de Messi visita o Cádiz, amanhã (23), enquanto o velho time de CR7 mede forças contra o Spezia, hoje (22), também fora de casa.

Juventus 2021/22

22/08 - Udinese 2 x 2 Juventus, Campeonato Italiano
28/08 - Juventus 0 x 1 Empoli, Campeonato Italiano
11/09 - Napoli 2 x 1 Juventus, Campeonato Italiano
14/09 - Malmö 0 x 3 Juventus, Liga dos Campeões
19/09 - Juventus 1 x 1 Milan, Campeonato Italiano

Barcelona 2021/22

15/08 - Barcelona 4 x 2 Real Sociedad, Campeonato Espanhol
21/08 - Athletic Bilbao 1 x 1 Barcelona, Campeonato Espanhol
29/08 - Barcelona 2 x 1 Getafe, Campeonato Espanhol
14/09 - Barcelona 0 x 3 Bayern de Munique, Liga dos Campeões
20/09 - Barcelona 1 x 1 Granada, Campeonato Espanhol