PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Mercado da Bola movimenta R$ 20,8 bi; conheça os 10 reforços mais caros

Jack Grealish custou 117,5 milhões de euros ao Manchester City e foi o reforço mais caro do mercado da bola - Getty Images
Jack Grealish custou 117,5 milhões de euros ao Manchester City e foi o reforço mais caro do mercado da bola Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

24/08/2021 04h20

A edição 2021/2022 do Mercado da Bola internacional está chegando ao fim. Nos países que mais gastam com compras e empréstimos de jogadores, a janela de transferências só terá mais uma semana de duração.

É esse o tempo que os clubes mais poderosos do mundo ainda têm pela frente para melhorar seus elencos para a primeira metade da temporada europeia e já começar a garantir um ano de bons resultados e briga por títulos.

No entanto, é pouco provável que vejamos ao longo dos próximos dias aquelas transações que deixam os torcedores boquiabertos. A menos que o Manchester City consiga tirar Harry Kane do Tottenham ou que o Real Madrid convença o Paris Saint-Germain a vender Kylian Mbappé, o meia-atacante Jack Grealish deve mesmo ser o reforço mais caro do futebol mundial nesta janela.

Neste ano, apenas o novo camisa 10 do City e Romelu Lukaku, que trocou a Inter de Milão pelo Chelsea, atual campeão europeu, protagonizaram transferências superiores à marca de 100 milhões de euros (R$ 630,5 milhões).

Somente outras três transações romperam a barreira dos 50 milhões de euros (R$ 315,2 milhões): as que envolveram os ingleses Jadon Sancho e Bem White, além do marroquino Achraf Hakimi, negociados com Manchester United, Arsenal e Paris Saint-Germain, respectivamente.

No total, a janela de transferências desta temporada movimentou até o momento 3,3 bilhões de euros (R$ 20,8 bilhões), valor bem abaixo do que vinha sendo registrado nas edições anteriores.

No ano passado, já sob forte impacto da pandemia de covid-19, que prejudicou bastante a economia dos clubes, o período de transações de junho/julho/agosto foi o menor desde 2015 e movimentou "apenas" 4,1 bilhões de euros (R$ 25,8 bilhões, na cotação atual).

Com isso, o recorde de maior edição do Mercado da Bola de todos os tempos continua sendo o de duas temporadas atrás. Na preparação para 2019/2020, os times do mundo inteiro investiram 7 bilhões de euros (R$ 44,2 bilhões) em reforços.

Todas as cinco principais ligas nacionais da Europa (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França) estão com suas janelas de transferências abertas. Em todos esses países, a data final para chegada de reforços para a primeira metade da temporada será 31 de agosto.

Os 10 reforços mais caros

1 - Jack Grealish (ING, Manchester City) - 117,5 milhões de euros
2 - Romelu Lukaku (BEL, Chelsea) - 115 milhões de euros
3 - Jadon Sancho (ING, Manchester United) - 85 milhões de euros
4 - Achraf Hakimi (MAR, Paris Saint-Germain) - 60 milhões de euros
5 - Ben White (ING, Arsenal) - 58,5 milhões de euros
6 - Dayot Upamecano (FRA, Bayern de Munique) - 42,5 milhões de euros
7 - Ibrahima Konaté (FRA, Liverpool) - 40 milhões de euros
Raphaël Varane (FRA, Manchester United) - 40 milhões de euros
Tammy Abraham (ING, Roma) - 40 milhões de euros
10 - Emiliano Buendía (ARG, Aston Villa) - 38,4 milhões de euros
TOTAL: 3,3 bilhões de euros

Os 10 brasileiros mais caros

1 - Gerson (M, Olympique de Marselha) - 25 milhões de euros
2 - Matheus Pereira (MA, Al-Hilal) - 18 milhões de euros
Pedrinho (MA, Shakhtar Donetsk) - 18 milhões de euros
4 - Pepê (MA, Porto) - 15 milhões de euros
5 - Claudinho (MA, Zenit São Petersburgo) - 12 milhões de euros
Marlon (Z, Shakhtar Donetsk) - 12 milhões de euros
7 - Jean Lucas (M, Monaco) - 11 milhões de euros
8 - Luiz Araújo (MA, Atlanta United) - 10,9 milhões de euros
9 - Igor Coronado (MA, Al Ittihad) - 10,2 milhões de euros
10 - Kayky (MA, Manchester City) - 10 milhões de euros

Os 10 clubes mais gastões

1 - Arsenal (ING) - 147 milhões de euros
2 - Manchester City (ING) - 127,5 milhões de euros
3 - Manchester United (ING) - 125 milhões de euros
4 - Chelsea (ING) - 115 milhões de euros
5 - Aston Villa (ING) - 105,6 milhões de euros
6 - Roma (ITA) - 97,8 milhões de euros
7 - RB Leipzig (ALE) - 91,6 milhões de euros
8 - Paris Saint-Germain (FRA) - 76 milhões de euros
9 - Leicester (ING) - 67,6 milhões de euros
10 - Norwich (ING) - 60,2 milhões de euros

Os 10 clubes que mais arrecadaram

1 - Inter de Milão (ITA) - 197,1 milhões de euros
2 - Aston Villa (ING) - 127,5 milhões de euros
3 - Borussia Dortmund (ALE) - 101,8 milhões de euros
4 - RB Leipzig (ALE) - 95 milhões de euros
5 - Chelsea (ING) - 76,4 milhões de euros
6 - Southampton (ING) - 64,2 milhões de euros
7 - Red Bull Salzburg (AUT) - 61,8 milhões de euros
8 - Udinese (ITA) - 61 milhões de euros
9 - Brighton (ING) - 58,5 milhões de euros
10 - PSV Eindhoven (HOL) - 49,7 milhões de euros

Os 10 campeonatos mais gastões

1 - Campeonato Inglês - 1,09 bilhão de euros
2 - Campeonato Italiano - 450,5 milhões de euros
3 - Campeonato Alemão - 357,6 milhões de euros
4 - Campeonato Francês - 305,9 milhões de euros
5 - Campeonato Espanhol - 201,4 milhões de euros
6 - Campeonato Russo - 90,6 milhões de euros
7 - Campeonato Belga - 79,3 milhões de euros
8 - Campeonato Português - 75,6 milhões de euros
9 - Campeonato Turco - 50,6 milhões de euros
10 - Campeonato Saudita - 50,2 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt