PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ex-jogador do Arsenal diz que quer ser ator pornô na Rússia

Emmanuel Frimpong iniciou a carreira no Arsenal - Getty Images
Emmanuel Frimpong iniciou a carreira no Arsenal Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

23/04/2021 04h00

Jogador do Arsenal no começo da década passada, o ex-volante Emmanuel Frimpong abandonou os gramados há dois anos. Mas só agora tornou público o próximo passo que deseja dar na vida profissional.

Ao contrário de boa parte dos seus companheiros de profissão, que buscam uma nova função no mundo da bola depois de pendurar as chuteiras e acabam trabalhando como técnicos, dirigentes ou empresários de outros atletas, o ganês quer tentar a sorte no mundo do entretenimento adulto.

Em entrevista ao site "Sport24.ru", da Rússia, Frimpong revelou que pretende retornar ao país, onde jogou durante três temporadas e viveu o período mais regular da sua carreira, para protagonizar filmes pornográficos.

"Quero voltar a Ufa [cidade onde atuou entre 2014 e 2016] para gravar um filme com 20 garotas tártaras. Ufa é um lugar que eu amo de coração. As pessoas de lá são ótimas. A Rússia acabou se tornando um lugar um especial para mim. Por isso, quero retornar ao país", afirmou.

Na mesma entrevista, o ex-volante disse que tem um outro plano para o futuro: trabalhar como humorista. "Ninguém é mais engraçado que eu".

Essa não é a primeira vez que um jogador que construiu parte da carreira na primeira divisão inglesa, o campeonato nacional mais forte e badalado do planeta, afirma que deseja se aventurar no mundo dos cinemas eróticos.

Em 2017, o lateral esquerdo camaronês Benoit Assou-Ekotto, que defendeu o Tottenham durante quase uma década e disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014, anunciou que estava cansado do futebol e que iria largar o esporte para fazer filmes adultos. Dias depois, ele voltou atrás e revelou que a declaração não havia passado de uma brincadeira.

No caso de Frimpong, ainda não está claro se o desejo de entrar no mundo cinematográfico é mesmo um projeto ou se foi apenas uma piada (bem machista, sexualizando as mulheres russas) do candidato a novo humorista.

Desde que abandonou precocemente o futebol, no começo de 2019, aos 27 anos, devido a uma sequência de problemas físicos, o ex-volante tem se mantido em evidência no cenário internacional por causa das fortes declarações dadas à imprensa.

Em uma delas, Frimpong chegou a chamar de "idiota" o meio-campista francês Samir Nasri, seu ex-companheiro de Arsenal, e relatou que sofria muito bullying do jogador no começo da sua carreira na Inglaterra.

"Ele sempre me atacou. Quando eu errava um passe no treino, ele ia para cima de mim. Inclusive, uma vez me disse: 'Eu poderia comprar você, se eu quisesse. Para ser honesto, eu poderia fazer isso agora, mas eu não quero", disse, ao "The Telegraph".

Nascido em Gana, o ex-volante mudou-se para a Europa ainda na infância e passou dez anos nas categorias de base do Arsenal antes de ganhar suas primeiras oportunidades na equipe principal. Ele ainda defendeu outros quatro ingleses (Wolverhampton, Charlton, Fulham e Barnsley) e também jogou na Rússia, na Suécia e em Chipre, onde encerrou a carreira.