PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Nem contusão atrapalha vida de Lewandowski na Chuteira de Ouro

Lewandowski já voltou aos treinos após lesão no joelho - Divulgação
Lewandowski já voltou aos treinos após lesão no joelho Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

13/04/2021 04h20

Robert Lewandowski está parado há duas semanas devido a um estiramento no ligamento no joelho direito e é o principal desfalque do Bayern de Munique para a partida de volta do confronto das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, contra o Paris Saint-Germain, hoje (13), na França.

Mas, enquanto na Champions sua ausência é um problema dos grandes para o time alemão, que foi derrotado por 3 a 2 na primeira perna do mata-mata e corre sério risco de não avançar às semifinais, na corrida pela Chuteira de Ouro ela não tem feito a mínima diferença.

Mesmo tendo desfalcado o clube de Munique nas duas últimas rodadas do Campeonato Alemão, o camisa 9 polonês continua disparado na liderança do prêmio concedido anualmente ao artilheiro máximo dos campeonatos nacionais do Velho Continente.

Autor de 35 gols nesta temporada da Bundesliga, Lewandowski tem 70 pontos na Chuteira de Ouro, 20 a mais que o segundo colocado, o português Cristiano Ronaldo, da Juventus. Na prática, a diferença é de dez bolas nas redes.

Antes de o polonês ir para o departamento médico, a vantagem era de 24 pontos (12 gols). Nesse ritmo, CR7 precisaria de mais dez semanas para alcançar o craque do Bayern. Só que a temporada das ligas nacionais vai terminar antes disso, na segunda quinzena de maio.

E o centroavante polonês também já está próximo de retornar aos gramados. Lewandowski voltou ontem a realizar treinos físicos no gramado e talvez participe já da próxima partida do Alemão, contra o Wolfsburg, no sábado. Na pior das hipóteses, deve ser escalado novamente por Hansi Flick no jogo seguinte, ante o Bayer Leverkusen, no dia 20.

O Brasil não fatura a Chuteira de Ouro desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada europeia. O ex-centroavante do Grêmio também levantou o troféu em 1998/99. Além dele, apenas Ronaldo (1996/97) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

Nesta temporada, o brasileiro mais bem posicionado é João Pedro, ex-Santos e Atlético-MG, que joga pelo Cagliari, da Itália. Com 13 gols e 26 pontos, ele divide a 46ª colocação com outros cinco jogadores, sendo que o francês Alexandre Lacazette, do Arsenal, e o colombiano Duván Zapata, da Atalanta, são os mais conhecidos deles.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da corrida pelo posto de artilheiro máximo do Velho Continente.

Confira a classificação da Chuteira de Ouro

1 - Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) - 70 pontos (35 gols)
2 - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 50 pontos (25 gols)
3 - André Silva (POR, Eintracht Frankfurt) - 46 pontos (23 gols)
Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 46 pontos (23 gols)
5 - Erling Haaland (NOR, Borussia Dortmund) - 42 pontos (21 gols)
Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 42 pontos (21 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 42 pontos (20 gols)
8 - Kasper Junker (DIN, Bodo/Glimt) - 40,5 pontos (27 gols)
Paul Onuachu (NIG, Genk) - 40,5 pontos (27 gols)
9 - Gerard Moreno (ESP, Villarreal) - 38 pontos (19 gols)
Harry Kane (ING, Tottenham) - 38 pontos (19 gols)
Luis Suárez (URU, Atlético de Madri) - 38 pontos (19 gols)
Karim Benzema (FRA, Real Madrid) - 38 pontos (19 gols)
Mohamed Salah (EGI, Liverpool) - 38 pontos (19 gols)