PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

7 jovens do futebol sul-americano para seu time contratar antes da Europa

Pedro de la Vega vibra depois de gol contra o São Paulo na última Sul-Americana - Getty Images
Pedro de la Vega vibra depois de gol contra o São Paulo na última Sul-Americana Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

04/03/2021 04h00

Não é novidade para ninguém que os clubes brasileiros não têm condições econômicas para competir com as equipes mais poderosas da Europa na hora de contratar uma jovem promessa do futebol sul-americano.

Então, a única forma de os times do país pentacampeão mundial conseguirem se reforçar com garotos talentosos oriundos das nações vizinhas é acelerar o processo de descobrimento de novos valores e apostar neles antes da chegada de uma proposta do Velho Continente.

O "Blog do Rafael Reis" dá uma forcinha para os clubes brasileiros e apresenta abaixo sete novos valores do futebol sul-americano para serem trazidos para cá o mais rápido possível. Afinal, se bobearmos, daqui a pouco eles estarão na Europa.

PEDRO DE LA VEGA
Meia-atacante
20 anos
Argentino
Lanús (ARG)

Um dos maiores candidatos a craque da nova geração do futebol argentino, estreou como profissional do Lanús quando tinha apenas 17 anos e sete meses. Além disso, disputou o Mundial sub-20 de 2019, mesmo tendo dois anos a menos que a maior parte dos seus adversários. Apesar de normalmente atuar pelos lados do campo, De la Vega tem todas as características típicas de um camisa 10 argentino: é baixinho, habilidoso e tem uma visão de jogo acima do normal. O São Paulo já sentiu na pele a qualidade do garoto, que balançou suas redes na Copa Sul-Americana do ano passado. O jovem astro do Lanús é acompanhado desde a adolescência por observadores do Manchester City. No entanto, o clube inglês ainda o considera muito cru para atuar na Europa. Ou seja, se um time brasileiro contratá-lo agora, a chance de uma bela revenda em pouco tempo é enorme.

AGUSTÍN OLIVEROS
Lateral esquerdo
22 anos
Uruguaio
Nacional (URU)

Agustín Oliveros - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Originalmente usado como zagueiro pelo Nacional, assumiu a lateral esquerda depois que o antigo dono da posição, Matías Viña, foi negociado com o Palmeiras. Oliveros adaptou-se tão bem ao setor que hoje briga com o antigo companheiro pela titularidade da seleção. O jovem estreou pelo time principal do Uruguai na última rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo 2022, em novembro passado, contra o Brasil. Pelas características que possui, Oliveros é uma ótima opção para times que gostam de atuar com laterais menos ofensivos ou que curtem uma formação mais flexível, com variações entre linhas de defesa de três ou quatro homens. Apesar de já estar na seleção, Oliveros ainda cabe no orçamento dos times de ponta do Brasil, já que seus direitos econômicos ainda pertencem ao modesto Racing Montevidéu.

TOMÁS BELMONTE
Meia
22 anos
Argentino
Lanús (ARG)

Tomas Belmonte, meio campista do Lanús, provoca Daniel Alves após eliminação do São Paulo - Marcelo Endelli/Getty Images - Marcelo Endelli/Getty Images
Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images

Companheiro de De la Vega no Lanús que eliminou o São Paulo da última Copa Sul-Americana e que foi até a decisão do torneio, Belmonte é um meio-campista completo. O jogador, que integrou todas as seleções de base da Argentina e disputou o Pré-Olímpico do ano passado, já atuou como volante, "box-to-box" e até fez as vezes de camisa 10. Mesmo ainda um pouco desconhecido pelos brasileiros, o argentino é um reforço de primeiro escalão, daqueles que acrescentariam muito mesmo aos elencos mais fortes do país, como os de Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG. Mas, é claro, que tirá-lo do Lanús requer um investimento alto, que só alguns poucos clubes têm capacidade financeira de fazer.

GABRIEL NEVES
Volante
23 anos
Uruguaio
Nacional (URU)

Gabriel Neves, volante do Nacional-URU - Reprodução/Twitter Nacional-URU - Reprodução/Twitter Nacional-URU
Imagem: Reprodução/Twitter Nacional-URU

Um dos primeiros pedidos do técnico argentino Hernán Crespo assim que assinou com o São Paulo, o volante tem sido um dos destaques do futebol uruguaio nas últimas temporadas e, assim como Oliveros, também estreou pela seleção principal no finalzinho do ano passado. Neves é cria das categorias de base do Nacional e, até hoje, não defendeu outro clube. O time de Montevidéu espera negociar sua promessa por algo em torno de 5 milhões de euros (R$ 34,5 milhões), valor que assusta o São Paulo. Palmeiras, Internacional e Grêmio também já foram apontados como possíveis destinos para o jogador, que é famoso nas redes sociais pelo cuidadíssimo bigode que costuma usar.

AGUSTÍN URZI
Meia-atacante
20 anos
Argentino
Banfield (ARG)

Agustín Urzi (Banfield) - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Até um ano atrás, era quase impossível imaginar um jogador como Urzi vindo para o futebol brasileiro. Afinal, clubes como Benfica, Atlético de Madri e Inter de Milão vinham acompanhando os passos do jovem talento argentino e prometiam propostas superiores a 10 milhões de euros (R$ 79 milhões). Mas a crise econômica provocada pela pandemia da covid-19 bagunçou as coisas. O preço do candidato a astro do Banfield despencou consideravelmente, e os times europeus passaram a evitar investimentos mais arriscados. Como Urzi, apesar de talentoso, é um jogador que ainda tem muito a provar, essa ida para o Velho Continente ficou mais difícil, o que abriu as portas para os clubes do nosso país.

CARLOS PALACIOS
Atacante
20 anos
Chileno
Unión Española (CHI)

Carlos Palacios (Unión Española) - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Uma das boas novidades do futebol chileno, o atacante deve ser o primeiro nome desta lista a desembarcar no Brasil. Afinal, a imprensa do país natal de Palacios já dá como certa sua transferência para o Internacional. O valor do negócio pode ter chegado à casa dos 4 milhões de euros (R$ 27,6 milhões), uma quantia bem considerável em tempos de pandemia. Pedido do técnico Miguel Ángel Ramírez, o atacante se destacou pelo Unión Española na temporada 2019/20, quando marcou dez gols no Campeonato Chileno. No ano passado, Palacios recebeu suas primeiras chances na seleção. Apesar de originalmente ser um homem de lado de campo, a promessa também pode atuar mais enfiado dentro da área, fazendo o papel de um centroavante mais móvel.

JAMINTON CAMPAZ
Meia-atacante
20 anos
Colombiano
Tolima (COL)

Jaminton Campaz (Tolima) - AFP - AFP
Imagem: AFP

Mais um nome que faz parte da lista de desejos do São Paulo para a nova temporada do futebol brasileiro, o baixinho de apenas 1,65 m é daqueles atacantes de lado de campo incansáveis, que correm o tempo todo e infernizam os marcadores com muita velocidade e jogadas individuais. Campaz joga preferencialmente pela esquerda, mas também pode quebrar o galho pelo lado direito se esse for o pedido do seu treinador. Além do São Paulo, Internacional e Flamengo também apareceram na imprensa colombiana como clubes interessados em tirá-lo o quanto antes do Tolima. Também há rumores de que ele pode se transferir para a Argentina ou para os Estados Unidos.