PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Aos 39 anos, Ibra estica juventude e tem temporada mais goleadora da vida

Ibrahimovic está a nove meses de completar 40 anos, mas não para de fazer gols - MIGUEL MEDINA / AFP
Ibrahimovic está a nove meses de completar 40 anos, mas não para de fazer gols Imagem: MIGUEL MEDINA / AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

20/01/2021 04h00

Em sua primeira partida como titular depois de quase dois meses se recuperando de uma lesão muscular, Zlatan Ibrahimovic fez os dois gols da vitória por 2 a 0 do Milan sobre o Cagliari, na segunda-feira (18), que manteve a equipe rossonera como líder isolada do Campeonato Italiano.

Para quem tem acompanhado de perto a temporada do veterano, a atuação de gala, mesmo depois de um longo período de inatividade, não foi nenhuma surpresa. O sueco fez exatamente aquilo que todos esperavam dele.

Afinal, a apenas nove meses de festejar seu 40º aniversário, o centroavante parece ter aprendido a enganar os efeitos do tempo. E vive a fase mais goleadora em duas décadas de carreira como jogador profissional de futebol.

Em 13 jogos das mais variadas competições de 2020/21, o sueco meteu 13 bolas nas redes. Só na primeira divisão italiana, o torneio mais importante do ano para o Milan, foram 12 gols em oito apresentações.

A média de um gol por jogo nesta temporada é exatamente a mesma que ele registrou em 2019, quando marcou 31 vezes em 31 partidas pelo Los Angeles Galaxy. A diferença é que, na época, Ibra atuava nos Estados Unidos, que têm uma liga de nível técnico bem inferior à italiana.

Na elite europeia, o melhor desempenho do astro antes da fase atual foi em 2015/16, quando teve média de 0,98 gol por jogo (50 tentos em 51 compromissos oficiais) com a camisa do Paris Saint-Germain.

Mas, Ibra era cinco anos mais novo do que hoje e atuava em um time bem mais poderoso que seus adversários locais, algo que não acontece com o Milan. Ou seja, o cenário era bem mais propício para que ele fizesse um gol atrás do outro.

A melhor fase da carreira do sueco, que já disse inúmeras vezes que joga mais bola que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi e que vive reclamando de nunca ter sido eleito o melhor jogador do mundo, acontece justamente quando pouca gente ainda esperava alguma coisa dele.

Ex-Ajax, Inter de Milão, Juventus, Barcelona, PSG e Manchester United, o veterano voltou ao Milan no começo de 2020, depois de duas temporadas "exilado" no soccer norte-americano. Na época, a contratação foi vista mais como um golpe de marketing do que como um verdadeiro reforço para o elenco italiano.

Só que o sueco liderou o time em uma reação que o classificou para as competições europeias, esnobou a possibilidade de retornar à sua terra natal para se aposentar por lá e renovou por mais uma temporada com o Milan.

Agora, passou a fazer gols como nunca, retomou seu posto de um dos maiores artilheiros do planeta e virou a principal arma do seu clube para acabar com a hegemonia de quase uma década da Juventus no Calcio.

Campeão italiano pela última vez em 2011, justamente no início da primeira passagem de Ibra pelo clube, o Milan lidera a Série A com três pontos de vantagem para sua arquirrival, Inter de Milão (43 a 40).

A equipe dirigida pelo técnico Stefano Pioli encerra sua participação no primeiro turno da competição no sábado (23), contra a Atalanta, em casa. No mesmo dia, os nerazzurri visitam a Udinese para tentar alcançar a ponta.

Média de gols de Ibrahimovic por temporada

2020/21 - 1 gol por jogo (13 jogos, 13 gols)
2019/20 - 0,55 gol por jogo (20 jogos, 11 gols)
2019* - 1 gol por jogo (31 jogos, 31 gols)
2018* - 0,81 gol por jogo (27 jogos, 22 gols)
2017/18 - 0,14 gol por jogo (7 jogos, 1 gol)
2016/17 - 0,61 gol por jogo (46 jogos, 28 gols)
2015/16 - 0,98 gol por jogo (51 jogos, 50 gols)
2014/15 - 0,81 gol por jogo (37 jogos, 30 gols)
2013/14 - 0,89 gol por jogo (46 jogos, 41 gols)
2012/13 - 0,76 gol por jogo (46 jogos, 35 gols)
2011/12 - 0,79 gol por jogo (44 jogos, 35 gols)
2010/11 - 0,52 gol por jogo (42 jogos, 22 gols)
2009/10 - 0,47 gol por jogo (45 jogos, 21 gols)
2008/09 - 0,62 gol por jogo (47 jogos, 29 gols)
2007/08 - 0,65 gol por jogo (34 jogos, 22 gols)
2006/07 - 0,42 gol por jogo (36 jogos, 15 gols)
2005/06 - 0,22 gol por jogo (47 jogos, 10 gols)
2004/05 - 0,39 gol por jogo (49 jogos, 19 gols)
2003/04 - 0,48 gol por jogo (31 jogos, 15 gols)
2002/03 - 0,50 gol por jogo (42 jogos, 21 gols)
2001/02 - 0,27 gol por jogo (33 jogos, 9 gols)

*atuou na MLS (Major League Soccer), que adota calendário anual, de janeiro a dezembro, semelhante ao do futebol brasileiro