PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Com seca de gols, Brasil não aparece nem no top 30 da Chuteira de Ouro

Gabriel Jesus só marcou dois gols nesta edição do Campeonato Inglês - Matthew Ashton - AMA/Getty Images
Gabriel Jesus só marcou dois gols nesta edição do Campeonato Inglês Imagem: Matthew Ashton - AMA/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

05/01/2021 04h20

O futebol brasileiro não fatura a Chuteira de Ouro há quase duas décadas. A última vitória de um atleta do país no prêmio concedido anualmente ao maior artilheiro dos campeonatos nacionais da Europa foi em 2001/02, quando Jardel (Sporting) subiu no lugar mais alto do pódio.

E esse longo tabu dificilmente cairá por terra nesta temporada.

A nação mais vitoriosa da história do futebol mundial simplesmente não aparece no top 30 desta edição da Chuteira de Ouro.

Antes do primeiro brasileiro da lista, o pouco conhecido Dodô, ex-Joinville e Penapolense, que joga pelo Liepaja, da Letônia, e ocupa a 32ª posição, com 18 pontos, há representantes de países bem mais periféricos no "mundo da bola", como Belarus, Suécia, Estônia, Dinamarca, Uzbequistão, Austrália e República Tcheca.

O desempenho ruim do Brasil nesta edição da Chuteira de Ouro tem a ver com o baixo rendimento ofensivo das principais opções ofensivas normalmente convocadas por Tite na atual temporada europeia.

Neymar, o craque da seleção nos últimos anos, tem sofrido um problema físico atrás do outro e só marcou três gols no Campeonato Francês até o momento. Roberto Firmino, Gabriel Jesus e Richarlison meteram, respectivamente, cinco, duas e duas bolas nas redes do Inglês em 2020/21.

No momento, o único brasileiro que lidera a artilharia de uma liga nacional relevante da Europa é Danilo, do Twente, autor de 11 tentos no Holandês. Mas, como a Eredivisie só dá um 1,5 ponto por gol marcado, ele ocupa apenas a 50ª posição na Chuteira de Ouro, com 16,5 pontos.

Enquanto os atacantes tupiniquins sofrem para balançar as redes no Velho Continente, Robert Lewandowski vai ampliando sua vantagem na liderança do prêmio.

Com os dois gols marcados no 5 a 2 aplicado pelo Bayern de Munique sobre o Mainz, no domingo, o melhor jogador do mundo chegou a 38 pontos e já abriu 9,5 pontos para o segundo colocado, o bielorrusso Maksim Skavysh, do BATE Borisov, que nem pode mais pontuar nesta temporada.

Maior vencedor da história da Chuteira de Ouro, com seis títulos, Lionel Messi desta vez está bem longe da disputa. O camisa 10 do Barcelona ocupa a 92ª posição, com 14 pontos, resultado dos sete gols que marcou nesta temporada do Espanhol.

Cristiano Ronaldo, que ganhou o prêmio em quatro oportunidades e é o "vice-recordista" da história, vive um ótimo momento. Depois de marcar duas vezes na vitória por 4 a 1 sobre a Udinese, domingo, o camisa 7 da Juventus está apenas cinco gols e dez pontos atrás do líder desta temporada.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da corrida pelo posto de artilheiro máximo do Velho Continente.

Confira a classificação da Chuteira de Ouro

1 - Robert Lewandowki (POL, Bayern de Munique) - 38 pontos (19 gols)
2 - Maksim Skavysh (BLR, BATE Borisov) - 28,5 pontos (19 gols)
3 - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 28 pontos (14 gols)
4 - Christoffer Nyman (SUE, Norrköping) - 27 pontos (18 gols)
Kasper Junker (DIN, Bodo/Glimt) - 27 pontos (27 gols)
6 - Mohamed Salah (EGI, Liverpool) - 26 pontos (13 gols)
Rauno Sappinen (EST, Flora Tallinn) - 26 pontos (26 gols)
7 - Amahl Pellegrino (NOR, Kristiansund) - 25 pontos (25 gols)
8 - Heung-min Son (CDS, Tottenham) - 24 pontos (12 gols)
Jasur Yakhshiboev (UZB, Shakhtjor Soligorsk) - 24 pontos (16 gols)
Jesper Karlsson (SUE, AZ Alkmaar) - 24 pontos (16 gols)
Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 24 pontos (12 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 24 pontos (12 gols)