PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Decepção: 7 times grandes que estão passando vergonha na temporada europeia

Eden Hazard, novamente machucado, é um símbolo do Real Madrid que acumula decepções - Diego Souto/Quality Sport Images/Getty Images
Eden Hazard, novamente machucado, é um símbolo do Real Madrid que acumula decepções Imagem: Diego Souto/Quality Sport Images/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

03/12/2020 04h00

A temporada 2020/21 do futebol europeu ainda está no começo. Mas esses dois meses e meio desde que a bola começou a rolar foram suficientes para alguns times darem vexames suficientes por um ano inteiro.

Equipes como Real Madrid e Manchester City, que todos imaginavam que estariam acumulando resultados positivos e ocupando o topo da tabela dos campeonatos que disputam, têm feito feio no cenário internacional. E elas não estão sozinhas na lista de decepções.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo sete clubes relevantes do futebol europeu que estão deixando bastante a desejar e passando vergonha nesta temporada. Será que eles ainda conseguem se recuperar até maio?

REAL MADRID

O clube mais poderoso da história do futebol só ganhou duas partidas em novembro, tomou 4 a 1 do Valencia há pouco mais de 20 dias e já faz mais de um mês que não vence no Campeonato Espanhol. Com protagonistas envelhecidos (Sergio Ramos tem 34 anos e Karim Benzema, 32), um astro que não sai do departamento médico (Eden Hazard) e jovens apostas que ainda estão cruas demais para decidir jogos semana após semana, como Vinícius Júnior, Rodrygo e Martin Ödegaard, o Real Madrid agoniza. Na liga nacional, já está sete pontos atrás da Real Sociedad, líder da temporada. Já na Liga dos Campeões, terá de vencer o Borussia Mönchengladbach, pela última rodada, para não correr risco de ser eliminado precocemente.

BENFICA

Jorge Jesus - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Com Jorge Jesus, campeão brasileiro e da Libertadores no ano passado com o Flamengo, no banco de reservas e o maior investimento em reforços da história do futebol português, o Benfica acreditava que nadaria de braçadas no futebol nacional e que faria uma campanha das mais interessantes na Liga dos Campeões. Só que o sonho está virando pesadelo. O time foi eliminado pelo PAOK, da Grécia, ainda nas fases preliminares da Champions, e vem tendo bem mais dificuldades do que o planejado na Liga NOS. Os Encarnados ocupam só a terceira colocação no Campeonato Português, a quatro pontos do líder Sporting, e já experimentaram a vergonha de levar 3 a 0 do Boavista, que nem faz parte do primeiro escalão luso.

MANCHESTER CITY

Pep Guardiola - SHAUN BOTTERILL - SHAUN BOTTERILL
Imagem: SHAUN BOTTERILL

Quatro vitórias, três empates e duas derrotas nas primeiras nove rodadas. Quinze gols marcados e 12 sofridos. Goleada por 5 a 2 aplicada pelo Leicester e 2 a 0 no lombo dado pelo Tottenham do seu arquirrival no banco de reservas, José Mourinho. Em pouco mais de uma década trabalhando como treinador de times profissionais de futebol, Pep Guardiola nunca havia começado tão mal um campeonato nacional. Neste momento, o Manchester City é só o 11º colocado no Campeonato Inglês e tem seis pontos a menos que os líderes, Tottenham e Liverpool. Menos mau que a campanha na Liga dos Campões está salvando a temporada: a equipe inglesa classificou-se antecipadamente para as oitavas de final.

BARCELONA

Lionel Messi - Josep Lago/Efe - Josep Lago/Efe
Imagem: Josep Lago/Efe

Tudo bem que ninguém esperava muita coisa de um Barcelona ainda dolorido pelos fiascos da temporada passada, com Lionel Messi de bico porque não foi negociado na última janela de transferências e sem a chegada de grandes reforços para iniciar uma profunda reformulação. Mas mesmo o torcedor catalão pessimista achava que a equipe pelo menos se manteria com tranquilidade na zona de classificação para a Liga dos Campeões. Mas não é o que está acontecendo. O Barça ocupa a sétima posição no Campeonato Espanhol e, ainda que tenha dois jogos a menos que a líder Real Sociedad, passa longe de fazer uma temporada digna. Afinal, a diferença para o Atlético de Madri já é de nove pontos, e ambos têm o mesmo número de compromissos pela frente.

INTER DE MILÃO

Christian Eriksen - MIGUEL MEDINA / AFP - MIGUEL MEDINA / AFP
Imagem: MIGUEL MEDINA / AFP

De certa forma, a Inter tem cumprindo a promessa de brigar pelo título italiano nesta temporada. Com cinco pontos a menos que o Milan, a equipe dirigida por Antonio Conte é hoje a ameaça mais próxima a Zlatan Ibrahimovic e cia na classificação do Calcio. Mas, por outro lado, a Liga dos Campeões tem sido uma dor de cabeça danada para o clube de Milão. O estrelar elenco que tem Romelu Lukaku, Lautaro Martínez, Arturo Vidal e Christian Eriksen, só para citar alguns nomes mais conhecidos, ocupa a lanterna do Grupo B. E, apesar de ainda ter chances matemáticas de classificação, não tem muitos motivos para se empolgar, já que só venceu um dos cinco jogos que disputou na competição continental.

ATALANTA

Josip Ilicic - Harry Langer/DeFodi Images via Getty Images - Harry Langer/DeFodi Images via Getty Images
Imagem: Harry Langer/DeFodi Images via Getty Images

A equipe de Bérgamo foi uma das sensações da temporada passada na Europa e ficou a poucos minutos de eliminar o Paris Saint-Germain e chegar às semifinais da Liga dos Campeões. Sem perder jogadores importantes na última janela de transferências, o esperado é que ela subisse mais alguns degraus em 2020/21 e talvez até brigasse pelo título italiano. Mas o conto de fadas parece estar chegando ao fim. No Calcio, o time dirigido por Gian Piero Gasperini não vence há três rodadas, ocupa só a oitava posição e está nove pontos atrás do Milan. Na Champions, conseguiu a proeza de empatar em casa nesta semana contra o modestíssimo Midtjylland, na Dinamarca, e vai decidir seu futuro em confronto direto com o Ajax, na próxima quarta-feira.

ARSENAL

Arsenal - REUTERS/Will Oliver - REUTERS/Will Oliver
Imagem: REUTERS/Will Oliver

Temos aí um caso semelhante ao do Barcelona. Neste momento, o Arsenal não tem time para brigar com os grandes da Inglaterra pelo título da Premier League... e ninguém esperava isso dele. Mas estar mais próximo da zona de rebaixamento do que da liderança já é um pouco demais até para o mais tolerante dos torcedores dos Gunners. Na atual temporada, o Arsenal tem saldo negativo de gols (-2), perdeu metade dos jogos que disputou e ocupa só a 14ª colocação do torneio. A tábua de salvação dos londrinos tem sido a Liga Europa, onde ostentam 100% de aproveitamento, mas em um grupo com adversários bem inexpressivos, com Rapid Viena, Dundalk e Molde.