PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Quem é o adolescente que virou sensação do Barcelona e já ameaça Coutinho?

Pedri, ao lado de Messi, comemora seu 1º gol na Champions - Albert Gea/Reuters
Pedri, ao lado de Messi, comemora seu 1º gol na Champions Imagem: Albert Gea/Reuters
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

04/11/2020 04h00

Não foi à toa que o Barcelona escalou um adolescente de 17 anos, com cara e porte físico de quem ainda não chegou à fase adulta, para falar com a imprensa na véspera da partida contra o Dínamo de Kiev, hoje, pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Em um início de temporada cheia de incertezas e tomada por tropeços, como o empate por 1 a 1 com o Alavés, no sábado, o meio-campista Pedri tem sido um dos raros motivos de sorriso para o torcedor catalão.

O menino, que só vai virar oficialmente adulto no dia 25 deste mês, já balançou as redes na Champions, tem recebido elogios por onde passa, começou a ser comparado a Andrés Iniesta, seu ídolo máximo no futebol, e está colocando Philippe Coutinho em maus lençóis.

Isso porque o brasileiro, que retornou ao Barça nesta temporada acreditando que seria titular absoluto da equipe, depois de empréstimo ao Bayern de Munique, joga preferencialmente na mesma posição da revelação: como homem mais avançado do setor de meio-campo.

E está cada vez mais difícil deixar Pedri de fora dos 11 escalados por Ronald Koeman a cada partida.

O jovem marcou contra o Ferencváros, logo em sua estreia na Champions, foi um dos melhores em campo na vitória mais expressiva do Barça na temporada (sobre a Juventus) e foi um dos poucos que se salvaram na derrota no clássico contra o Real Madrid.

"Não imaginava que teria tantas oportunidades, mas tenho que continuar trabalhando para jogar o máximo de minutos possível. Ainda preciso trabalhar mais a parte física e continuar mantendo a cabeça no lugar", afirmou o garoto, na entrevista coletiva de ontem.

Pedri não tem nem um ano e três meses como jogador profissional. Ele estreou no futebol dos adultos em agosto de 2019, pelo Las Palmas, na segunda divisão espanhola. O estrago que ele fez na "Série B" foi tão grande que o Barça o contratou depois de apenas três partidas por míseros 5 milhões de euros (R$ 33,1 milhões).

O meia se uniu ao elenco catalão na virada da temporada passada para a atual e já foi usado por Koeman logo na rodada de abertura de 2020/21. Depois de alguns dias, já estava sendo chamado de "novo Iniesta" por jornalistas e torcedores.

Mesmo muito novo, já é um dos jogadores mais criativos do Barça. De acordo com o "WhoScored?", site especializado nas estatísticas do futebol, Pedri tem média de um passe para finalização nesta temporada, menos apenas que Lionel Messi, Sergi Roberto e Ansu Fati. Coutinho, com quem deve brigar por posição, criou até o momento 0,4 chances por partida.

Depois de acumular vexames na temporada passada, o Barcelona vem tendo um início de Campeonato Espanhol bastante traumático. A equipe catalã só somou oito pontos nas primeiras seis rodadas da competição, seu pior desempenho dos últimos 18 anos.

Mas, na Champions, a situação do time de Messi é bem melhor. Os culés venceram as duas partidas que disputaram até o momento (contra Ferencváros e Juventus) e têm chance de terminar o primeiro turno da fase de grupos com a melhor campanha dentre os 32 times participantes.

A não ser que exista alguma mudança de calendário nos próximos meses (talvez em virtude da segunda onda da pandemia de Covid), o próximo campeão europeu será conhecido no dia 29 de maio, no estádio Olímpico Atatürk, em Istambul (Turquia).