PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Por onde andam 7 ex-Botafogo que estão "escondidos" no exterior?

Dória brilhou no Botafogo e atualmente joga pelo Santos Laguna, do México - Wagner Meier/AGIF
Dória brilhou no Botafogo e atualmente joga pelo Santos Laguna, do México Imagem: Wagner Meier/AGIF
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

21/10/2020 04h20

O que aconteceu com aquele jogador que vestiu a camisa do seu time de coração, talvez até tenha conquistado algum título por lá, aceitou uma proposta para jogar no exterior e simplesmente desapareceu do radar da imprensa brasileira?

É bem provável que ele esteja "escondido" em algum cantinho do mundo que não sejam os principais campeonatos nacionais da Europa (Inglês, Espanhol, Italiano, Alemão ou Francês) e nem tenha o prazer de disputar a Liga dos Campeões.

Desde agosto e durante 13 semanas, o "Blog do Rafael Reis" está mergulhando na caça desses atletas para apresentar a vocês, leitores, os paradeiros de alguns deles.

Neste oitavo episódio, mostramos hoje o que andam fazendo da vida sete jogadores que passaram recentemente pelo Botafogo e hoje estão "perdidos no mundo"... Ou melhor, estavam, já que encontramos todos eles.

DÓRIA
Zagueiro
25 anos
Santos Laguna (MEX)

Uma das principais revelações das categorias de base do Botafogo na última década, o zagueiro chegou a defender a seleção brasileira e parecia que teria uma carreira das mais interessantes na Europa. Mas Dória não conseguiu se consolidar no Olympique de Marselha e também não brilhou nos empréstimos para São Paulo, Granada e Yeni Malatyaspor, da Turquia. Resultado: acabou negociado em 2018 com o futebol mexicano, onde encontrou a estabilidade e rapidamente se transformou em um dos pilares do Santos Laguna.

ERIK
Atacante
26 anos
Yokohama Marinos (JAP)

Erik - Javier Gonzalez Toledo/AFP - Javier Gonzalez Toledo/AFP
Imagem: Javier Gonzalez Toledo/AFP

O atacante vestiu a camisa alvinegra durante um ano e deixou ótima impressão. Erik foi um dos principais nomes do Botafogo no Campeonato Brasileiro-2018 e na primeira metade do ano passado. Depois que retornou ao Palmeiras, dono dos seus direitos econômicos, acabou emprestado ao Yokohama Marinos. No Japão, manteve a boa fase. Com 11 gols, ocupa a terceira colocação na artilharia da J.League e tem ajudado seu time a se manter na metade de cima da classificação.

HELTON LEITE
Goleiro
29 anos
Benfica (POR)

Helton Leite (Botafogo) - Vítor Silva/SSPress/Botafogo - Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Imagem: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Filho do ex-goleiro João Leite, ídolo do Atlético-MG nas décadas de 1970 e 1980 e atualmente deputado estadual, Helton passou três anos no Botafogo, mas ficou no banco durante a maior parte do tempo. Sem espaço depois da contratação de Gatito Fernández, foi negociado com o futebol português. Destaque do Boavista na temporada passada, descolou uma transferência para o Benfica na última janela de transferências. Mas Helton Leite ainda não conseguiu estrear na equipe comandada por Jorge Jesus, já que ex-treinador do Flamengo tem preferido escalar o grego Odysseas Vlachodimos como titular de sua meta.

LEO VALENCIA
Meia
29 anos
Colo Colo (CHI)

Leo Valencia - Ale Cabral/AGIF - Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF

Contratado em 2017 para ser o maestro do meio-campo alvinegro, o chileno até teve alguns bons momentos no Botafogo, mas nunca conseguiu emendar uma sequência de boas atuações que lhe garantisse um lugar cativo no time e também no coração da torcida. Considerado caro pela diretoria, Valencia rescindiu contrato com o clube no fim do ano passado e na sequência já assinou com o Colo Colo, um dos times mais poderosos do seu país-natal. Lá, Leo é titular inquestionável, veste a camisa 10 e está disputando a Libertadores.

RENAN
Goleiro
31 anos
Ludogorets (BUL)

Renan (Botafogo) - Satiro Sodré/SSPress - Satiro Sodré/SSPress
Imagem: Satiro Sodré/SSPress

No final da década passada, era visto como uma das grandes apostas do Botafogo para o futuro. Renan foi goleiro das seleções brasileiras de base e estreou como profissional quando tinha só 19 anos. Depois da chegada de Jefferson, amargou um longo período na reserva. Em 2016, cansou da situação e se mandou para o Avaí. Um ano depois, surgiu a oportunidade de se transferir para o Ludogorets, clube que domina o futebol da Bulgária. Na Europa, Renan já conquistou quatro títulos nacionais, disputou a Liga dos Campeões e ganhou a cidadania búlgara. Agora, ele espera completar cinco anos de residência no país para poder ser convocado pela seleção.

NICOLÁS LODEIRO
Meia
31 anos
Seattle Sounders (EUA)

Nicolás Lodeiro (Botafogo) - Agif - Agif
Imagem: Agif

O meia uruguaio foi campeão estadual com o Botafogo em 2013 e acabou negociado com o Corinthians no ano seguinte. Mas apenas oito meses depois de chegar a São Paulo, mudou de ares novamente e foi para o Boca Juniors, onde jogou durante um ano antes de rumar ao futebol dos Estados Unidos. No Seattle Sounders desde 2016, Lodeiro já conquistou dois títulos da Major League Soccer (MLS) e entrou para o time ideal da competição na temporada passada. Capitão dos Sounders, ele ainda continua sendo convocado para a seleção uruguaia e disputou a Copa América no ano passado.

LUIS HENRIQUE
Atacante
22 anos
Vejle (DIN)

Luis Henrique (Botafogo) - Daniel Vorley/Agif - Daniel Vorley/Agif
Imagem: Daniel Vorley/Agif

Goleador insaciável nos tempos de base do Botafogo, teve sua primeira chance como profissional pouco depois de completar 17 anos e marcou dois logo gols no seu primeiro jogo com a equipe adulta. Mas as boas atuações foram rareando, e Luis Henrique foi perdendo espaço no time até ser liberado para assinar com o Athletico-PR, no começo de 2017. Desde então, ele não parou mais de rodar. O ainda jovem centroavante atuou em equipes pequenas de São Paulo, jogou em Portugal, teve uma passagem pela Finlândia e atualmente é reserva do Vejle, time recém-promovido para a primeira divisão da Dinamarca.