PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Mercado da Bola movimenta R$ 21 bilhões; conheça os reforços mais caros

Reforço mais caro desta janela, Havertz ocuparia só a 6ª posição no ranking de 2019/20 - Getty Images
Reforço mais caro desta janela, Havertz ocuparia só a 6ª posição no ranking de 2019/20 Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

23/09/2020 04h20

Faltando menos de um mês para o fechamento da janela de transferências dos principais campeonatos nacionais da Europa, a versão 2020/21 do Mercado da Bola global ainda não alcançou nem 50% do valor movimentado no mesmo período da temporada passada.

Até o momento, as compras e empréstimos de jogadores realizadas no mundo inteiro ao longo dos últimos três meses fizeram girar "apenas" 3,3 bilhões de reais (R$ 21 bilhões de euros).

No ano passado, o Mercado da Bola de junho/julho/agosto foi o maior da história do futebol e movimentou cerca de 7 bilhões de euros (R$ 44,5 bilhões, na cotação atual).

O principal responsável pelo esfriamento dos negócios é o coronavírus. A crise econômica instaurada pela Covid-19, que congelou as competições por vários meses e afastou o público dos estádios, fez o volume de transações desabar. E os preços dos jogadores foram na mesma direção.

Uma prova disso é que a contratação mais cara desta janela, a ida do alemão Kai Havertz (ex-Bayer Leverkusen) para o Chelsea, por 80 milhões de euros (R$ 508 milhões), ocuparia apenas a sexta colocação no ranking das maiores transferências da temporada passada.

Em 2010/20, houve 17 transações que ultrapassaram a casa dos 50 milhões de euros (R$ 317,5 milhões). Desta vez, só oito negócios romperam essa barreira.

Como houve um adiamento no fechamento da janela de transferências, que nas ligas europeias costuma terminar no início de setembro, os valores desta temporada ainda irão subir mais um pouco. Só que certamente ainda ficarão bem distantes do alcançado no verão (do hemisfério norte) do ano passado.

Dos principais campeonatos nacionais do Velho Continente, os primeiros a encerrar o mercado serão o Alemão, o Francês, o Espanhol e o Italiano, em 5 de outubro. Na Inglaterra, as contratações estão liberadas até o dia 16. E Portugal só vai fechar sua janela em 25 do próximo mês.

Os 10 reforços mais caros da janela

1 - Kai Havertz (ALE, Chelsea) - 80 milhões de euros
2 - Arthur (BRA, Juventus) - 72 milhões de euros
3 - Victor Osimhen (NIG, Napoli) - 70 milhões de euros
4 - Miralem Pjanic (BOS, Barcelona) - 60 milhões de euros
5 - Álvaro Morata (ESP, Atlético de Madri) - 56 milhões de euros
6 - Timo Werner (ALE, Chelsea) - 53 milhões de euros
7 - Ben Chilwell (ING, Chelsea) - 50,2 milhões
8 - Mauro Icardi (ARG, Paris Saint-Germain) - 50 milhões de euros
9 - Nathan Aké (HOL, Manchester City) - 45,3 milhões de euros
10 - Leroy Sané (ALE, Bayern de Munique) - 45 milhões de euros
TOTAL DA JANELA: 3,3 bilhões de euros

Os 10 brasileiros mais caros

1 - Arthur (Juventus) - 72 milhões de euros
2 - Gabriel Magalhães (Arsenal) - 26 milhões de euros
3 - Allan (Everton) - 25 milhões de euros
4 - Everton Cebolinha (Benfica) - 20 milhões de euros
5 - Pedrinho (Benfica) - 18 milhões de euros
6 - Antony (Ajax) - 15,8 milhões de euros
7 - Matheus Pereira (West Bromwich) - 9,5 milhões de euros
8 - Bruno Fuchs (CSKA Moscou) - 8 milhões de euros
Caio Henrique (Monaco) - 8 milhões de euros
Matheus Pereira (Barcelona B) - 8 milhões de euros
Robson Bambu (Nice) - 8 milhões de euros

Os 10 clubes que mais gastaram

1 - Chelsea (ING) - 233,2 milhões de euros
2 - Barcelona (ESP) - 96 milhões de euros
3 - Inter de Milão (ITA) - 97 milhões de euros
4 - Tottenham (ING) - 95,4 milhões de euros
5 - Atlético de Madri (ESP) - 90 milhões de euros
6 - Manchester City (ING) - 88,8 milhões de euros
7- Liverpool (ING) - 87,7 milhões de euros
8 - Aston Villa (ING) - 82,4 milhões de euros
9 - Benfica (POR) - 80 milhões de euros
10 - Juventus (ITA) - 79,5 milhões de euros

Os 10 clubes que mais venderam na janela

1 - Napoli (ITA) - 114 milhões de euros
2 - Lille (FRA) - 99 milhões de euros
3 - Bayer Leverkusen (ALE) - 95,5 milhões de euros
4 - Juventus (ITA) - 95 milhões
5 - Barcelona (ESP) - 94,5 milhões de euros
6 - Inter de Milão (ITA) - 81,2 milhões de euros
7 - Ajax (HOL) - 80 milhões de euros
8 - Wolverhampton (ING) - 79,2 milhões de euros
9 - Chelsea (ING) - 74 milhões de euros
10 - Sassuolo (ITA) - 56 milhões de euros

Os 10 campeonatos que mais gastaram

1 - Campeonato Inglês - 998,3 milhões de euros
2 - Campeonato Italiano - 624,6 milhões de euros
3 - Campeonato Espanhol - 350,9 milhões de euros
4 - Campeonato Francês - 325 milhões de euros
5 - Campeonato Alemão - 265,9 milhões de euros
6 - Campeonato Português - 121,1 milhões de euros
7 - Campeonato Russo - 86,2 milhões de euros
8 - Campeonato Inglês (2ª divisão) - 82,7 milhões de euros
9 - Campeonato Belga - 56,5 milhões de euros
10 - Campeonato Italiano (2ª divisão) - 46,6 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, compras e empréstimos de jogadores realizadas no mundo inteiro ao longo dos últimos três meses fizeram girar 3,3 bilhões de reais e não euros. O erro foi corrigido.