PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Neymar é o único brasileiro no top 10 de atacantes mais caros da história

Neymar, do PSG, é o atacante mais caro de todos os tempos - PSG via Getty Images
Neymar, do PSG, é o atacante mais caro de todos os tempos Imagem: PSG via Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

31/07/2020 04h00

Principal jogador brasileiro da década, Neymar protagonizou a maior transferência da história do futebol e é também o único representante do futebol pentacampeão mundial no top 10 de atacantes mais caros de todos os tempos.

O camisa 10, que foi contratado pelo Paris Saint-Germain há três anos por 222 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão, na cotação atual) e quebrou todas as marcas já vistas no Mercado da Bola, lidera um ranking que conta também com nomes de França, Portugal, Bélgica, Gales e Argentina.

Seus dois companheiros no pódio de homens de frente mais caros que o futebol já viu, por exemplo, são franceses.

Kylian Mbappé, parceiro de Neymar no ataque do PSG, ocupa a segunda colocação na lista, com 180 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão). Ousmane Dembélé, em baixa no Barcelona, clube que pagou 138 milhões de euros (R$ 839 milhões) para contratá-lo, é o terceiro.

O top 10 tem ainda várias outras estrelas do primeiro escalão do futebol mundial, como Cristiano Ronaldo, Eden Hazard, Romelu Lukaku e Antoine Griezmann, assim como apostas que ainda não estouraram, caso de João Félix.

Depois de Neymar, o atacante brasileiro mais caro da história é Hulk, que foi em 2017 para o Shanghai SIPG, da China, em um negócio que movimentou 55,8 milhões de euros (R$ 340 milhões). Essa é apenas a 30ª maior transação já registrada de um jogador da posição.

Nada menos que oito centroavantes, pontas ou atacantes de mobilidade protagonizaram transferências que romperam a barreira dos 100 milhões de euros (R$ 608 milhões). O argentino Gonzalo Higuaín e o belga Romelu Lukaku são as únicas exceções no top 10.

E apenas seis clubes foram responsáveis pelas contratações desses dez atletas. PSG, Barcelona, Real Madrid e Juventus protagonizaram duas transferências cada. Manchester United e Atlético de Madri fizeram um negócio.

O top 10 do atacantes mais caros da história poderia ser ainda mais elitista, já que uma segunda transferência de Cristiano Ronaldo (a ida dele para o Real Madrid, em 2009) movimentou 94 milhões de euros (R$ 571,5 milhões) foi a nona maior já vista entre homens de frente.

Mas, como o ranking é de jogadores mais caros, e não de negócios que envolveram maiores quantidades de dinheiro, abriu-se uma vaga para que Lukaku ocupasse o décimo lugar e completasse a lista.

Os 10 atacantes mais caros da história

1 - Neymar (BRA, Paris Saint-Germain, 2017) - 222 milhões de euros
2 - Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain, 2018) - 180 milhões de euros
3 - Ousmane Dembélé (FRA, Barcelona, 2017) - 138 milhões de euros
4 - João Félix (POR, Atlético de Madri, 2019) - 126 milhões de euros
5 - Antoine Griezmann (FRA, Barcelona, 2019) - 120 milhões de euros
6 - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus, 2018) - 117 milhões de euros
7 - Eden Hazard (BEL, Real Madrid, 2019) - 115 milhões de euros
8 - Gareth Bale (GAL, Real Madrid, 2013) - 101 milhões de euros
9 - Gonzalo Higuaín (ARG, Juventus, 2016) - 90 milhões de euros
10 - Romelu Lukaku (BEL, Manchester United, 2017) - 84,7 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt