PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Falta camisa 9? Brasil tem 2 dos 10 centroavantes mais caros do planeta

Roberto Firmino, atacante do Liverpool, comemora gol no Mundial de Clubes - Giuseppe Cacace/AFP
Roberto Firmino, atacante do Liverpool, comemora gol no Mundial de Clubes Imagem: Giuseppe Cacace/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

19/06/2020 04h00

"O problema é que o Brasil já não produz mais atacantes como antes". Essa frase costuma ser repetida, como se fosse uma verdade absoluta, por analistas e torcedores a cada novo resultado negativo da seleção.

Mas, de acordo com estudo feito pelo "Transfermarkt", site especializado na cobertura do Mercado da Bola internacional, essa explicação não faz muito sentido.

Afinal, o país pentacampeão mundial de futebol é um dos dois que possuem dois jogadores no top 10 dos "camisas 9" mais valiosos do planeta.

De acordo com a plataforma, Roberto Firmino, campeão europeu pelo Liverpool na temporada passada e prestes a conquistar também o título inglês, é o segundo centroavante mais caro da atualidade. E Gabriel Jesus, do Manchester City, ocupa a oitava colocação nesse ranking.

O jogador da posição mais bem avaliado pelo "Transfermark" é Harry Kane, do Tottenham. O inglês tem seu preço estimado em 120 milhões de euros (R$ 718,8 milhões), bem mais do que qualquer outro atacante de área do planeta.

Firmino, que vem sendo titular no posto de centroavante da seleção brasileira desde o segundo semestre de 2018, custa "apenas" 72 milhões de euros (R$ 432 milhões) e divide a vice-liderança do estudo com a sensação norueguesa Erling Haaland, do Borussia Dortmund.

Gabriel Jesus está avaliado em 56 milhões de euros (R$ 336 milhões). Ele fecha o top 10, já que tem exatamente o mesmo valor de mercado do gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, do Arsenal, e do polonês Robert Lewandowski, artilheiro da Liga dos Campeões pelo Bayern de Munique.

Além de Firmino e Jesus, o Brasil ainda tem o 11º centroavante mais caro do planeta: Richarlison, do Everton, que na seleção costuma jogar pelos lados do campo. Seu preço estimado é de 52 milhões de euros (R$ 312,5 milhões).

Vale lembrar que todos esses valores já foram atualizados (para baixo) devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que está gerando uma grave crise econômica também no futebol internacional.

Além do Brasil, apenas a Argentina, com Mauro Icardi e Lautaro Martínez, tem mais de um nome no top 10 dos atacantes de área mais valiosos do mercado internacional. A relação conta ainda com um inglês (Kane), um norueguês (Haaland), um alemão (Timo Werner), um gabonês (Aubameyang) e um polonês (Lewandowski).

A Inter de Milão é o clube mais bem servido em jogadores da posição, já que tem no elenco Lukaku e Lautaro. O argentino, no entanto, encabeça a lista de reforços desejados pelo Barcelona para a próxima temporada.

OS CENTROAVANTES MAIS VALIOSOS DO MUNDO

1 - Harry Kane (ING/Tottenham) - 120 milhões de euros
2 - Erling Haaland (NOR/Borussia Dortmund) - 72 milhões de euros
Roberto Firmino (BRA/Liverpool) - 72 milhões de euros
4 - Romelu Lukaku (BEL/Inter de Milão) - 68 milhões de euros
5 - Lautaro Martínez (ARG/Inter de Milão) - 64 milhões de euros
Timo Werner (ALE/RB Leipzig) - 64 milhões de euros*
7 - Mauro Icardi (ARG/Paris Saint-Germain) - 60 milhões de euros
8 - Gabriel Jesus (BRA/Manchester City) - 56 milhões de euros
Pierre-Emerick Aubameyang (GAB/Arsenal) - 56 milhões de euros
Robert Lewandowski (POL/Bayern de Munique) - 56 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt

*já negociado com o Chelsea (ING) para a próxima temporada

Rafael Reis