PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


7 sul-americanos veteranos que estão na Europa para seu time contratar

Edinson Cavani, do PSG, é um dos sul-americanos no Mercado da Bola - FRANCK FIFE/AFP
Edinson Cavani, do PSG, é um dos sul-americanos no Mercado da Bola Imagem: FRANCK FIFE/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

03/05/2020 04h00

No futebol atual, idade muitas vezes é um número que não significa muita coisa. Principalmente, quando estamos falando de jogadores de alto nível técnico e que construíram carreiras das mais interessantes no primeiro escalão do futebol mundial.

É por isso que os clubes brasileiros precisam ficar de olhos bem abertos nos jogadores já trintões nascidos na América do Sul e que estão há anos e mais anos no futebol europeu. Talvez esse seja o momento ideal para trazê-los de volta para cá.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo sete veteranos dos nossos vizinhos que atuam do outro lado do Oceano Atlântico que seriam reforços bastante plausíveis para os times do futebol pentacampeão mundial no segundo semestre deste ano e no começo de 2021.

EDINSON CAVANI
Atacante
33 anos
Uruguaio
Paris Saint-Germain (FRA)

O maior artilheiro da história do PSG tem sido um dos nomes mais comentados do Mercado da Bola nos últimos meses. Isso porque seu contrato com o clube francês termina ao fim da temporada e dificilmente será renovado. Apesar de o jornal "L'Équipe" dizer que o centroavante uruguaio ainda espera uma proposta para permanecer em Paris, vários clubes estão se movimentando para contratar Cavani na próxima janela de transferências. O Atlético de Madri vem conversando com o jogador há meses. Mas Palmeiras, Flamengo e Boca Juniors também já admitiram ter interesse em trazer o astro de volta à América do Sul.

LUCAS BIGLIA
Volante
34 anos
Argentino
Milan (ITA)

O experiente meio-campista está há 14 anos na Europa e fez sucesso na Bélgica (Anderlecht) e na Lazio. Já no Milan, onde chegou em 2017, o desempenho não foi tão bom assim. A prova disso é que Biglia está na reserva, só disputou sete partidas nesta temporada e deve buscar novos ares depois do fim do seu contrato, que termina junto com 2019/20. A imprensa argentina tem cogitado a possibilidade de ele retornar ao país. Ou seja, trata-se de um reforço bem rodado e testado em alto nível, mas que está completamente dentro da realidade do futebol brasileiro.

GARY MEDEL
Volante
32 anos
Chileno
Bologna (ITA)

Integrante da geração que recolocou o Chile no mapa do futebol mundial neste século, o volante famoso por ser incansável na marcação vestiu várias camisas na Europa (Sevilla, Cardiff, Inter de Milão e Besiktas) e atualmente está em sua primeira temporada no Bologna. Mesmo que Medel seja titular absoluto da equipe, tirá-lo da Itália não é tão difícil assim, já que seu clube não é dos mais poderosos. O volante já disse que pretende encerrar a carreira na Universidad Católica, clube que o revelou. Mas, quem sabe não topa dar um pulinho no Brasil antes...

PABLO ZABALETA
Lateral direito
35 anos
Argentino
West Ham (ING)

O argentino que marcou época no Manchester City, clube que defendeu durante nove anos, já anunciou que está de saída do West Ham e que esta é sua última temporada na Inglaterra. Como não revelou nada sobre uma possível aposentadoria, o mais provável é que Zabaleta retorne à América do Sul para jogar por mais um ou dois anos antes de pendurar as chuteiras. Evidentemente, a prioridade do lateral deve ser atuar no futebol argentino, mas talvez algum clube brasileiro possa convencê-lo a alterar seus planos.

MARTÍN CÁCERES
Zagueiro
33 anos
Uruguaio
Fiorentina (ITA)

O polivalente defensor, que pode atuar no miolo de zaga e nas duas laterais, transborda experiência. Cáceres está na Europa desde 2007, já atuou nas três principais ligas do continente (Espanha, Inglaterra e Itália) e disputou as três últimas Copas do Mundo. Na temporada passada, teve um flerte com alguns clubes brasileiros. Agora novamente disponível no mercado, já que seu contrato com a Fiorentina está no fim, tem no retorno à América do Sul uma chance mais concreta. O Botafogo chegou a ser apontado como seu possível destino para 2020/2021.

SERGIO ROMERO
Goleiro
33 anos
Argentino
Manchester United (ING)

Com quase 100 partidas pela seleção argentina e duas participações em Copas do Mundo (2010 e 2014) no currículo, o goleiro tem experiência de sobra. No entanto, desde que chegou ao Manchester United, em 2015, Romero tem disputado uma média de apenas 15 partidas oficiais por ano. Por mais que seja legal vestir uma das camisas mais poderosas do planeta, passar temporadas e mais temporadas na reserva é algo que cansa. Por isso, talvez seja o momento de o veterano arqueiro deixar a Inglaterra em busca de uma nova experiência. Apesar de seu contrato vencer só em 2021, é pouco provável que o United faça jogo duro para liberá-lo.

CARLOS BACCA
Atacante
33 anos
Colombiano
Villarreal (ESP)

O centroavante colombiano já acumula quase 150 gols no futebol europeu, brilhou no Sevilla, teve uma passagem bem razoável pelo Milan e, à primeira vista, parece um alvo inalcançável para os clubes brasileiros. Mas, a situação não é bem essa. A versão 2019/20 de Bacca não é tão digna de elogios. Em 16 partidas pelo Villarreal, ele marcou apenas quatro vezes. Além disso, perdeu a posição no time e raramente sai do banco de reservas. Apesar de ter contrato até 2022, ele precisa de um fato novo para se recuperar. E esse fato novo poderia tranquilamente ser uma temporada de redescoberta na América do Sul.

Rafael Reis