PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Seleção sub-23 dos mais caros do mundo vale R$ 5,5 bi e tem só 1 brasileiro

Richarlison, do Everton, é o único brasileiro na seleção sub-23 dos mais caros do mundo - Andrew Yates/Reuters
Richarlison, do Everton, é o único brasileiro na seleção sub-23 dos mais caros do mundo Imagem: Andrew Yates/Reuters
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

27/03/2020 04h00

A seleção brasileira é a atual campeã olímpica e está classificada para defender seu título nos Jogos de Tóquio, no próximo ano. Mas o país que já venceu cinco edições da Copa do Mundo não está tão valorizado assim no futebol sub-23.

O meia-atacante Richarlison, do Everton, é o único brasileiro na seleção dos atletas com idade olímpica mais caros do planeta, de acordo com levantamento feito pelo "Transfermarkt", site especializado no Mercado da Bola.

O garoto de 22 anos está avaliado em 65 milhões de euros (R$ 360 milhões), mais do que qualquer outro jogador sub-23 do planeta que atua pela faixa esquerda no setor ofensivo do campo.

Esta é a quarta temporada consecutiva em que o Brasil só emplaca um nome no time dos jovens mais valiosos do mundo. Em 2017, quem estava na equipe era o zagueiro Marquinhos (Paris Saint-Germain). No ano seguinte, a vaga foi de Gabriel Jesus (Manchester City). Já em 2019, foi a vez de Arthur (Barcelona) representar o país.

A seleção atual dos mais caros do planeta, sem limitação de idade, segundo o "Transfermarkt", também conta apenas com só um brasileiro: o atacante Neymar, do PSG.

A Inglaterra, que vem tendo destaque nas competições de base nos últimos anos, é o país com mais representantes nessa seleção sub-23. São três jogadores: os laterais Trent Alexander-Arnold (Liverpool) e Ben Chilwell (Leicester), além do meia-atacante Jadon Sancho (Borussia Dortmund).

A Holanda conta com dois nomes, o zagueiro Matthijs de Ligt (Juventus) e o holandês Frenkie de Jong (Barcelona). Há ainda um jogador de Itália, Colômbia, Espanha, Portugal, Alemanha, França, Brasil e até do Canadá na relação.

Em duas posições, houve empate. Os laterais esquerdos Chilwell e Alphonso Davies (Bayern de Munique) valem 50 milhões de euros (R$ 276 milhões). Os meias-atacantes João Félix (Atlético de Madri) e Kai Havertz (Bayer Leverkusen) estão avaliados em 90 milhões de euros (R$ 497 milhões).

Dois jogadores da seleção sub-23 também integram a equipe absoluta dos mais caros do planeta. Alexander-Arnold é o número um dentre os laterais direitos e Mbappé, dentre os atacantes centrais.

O camisa 7 do PSG é também o jogador mais valioso no estudo do "Transfermarkt", não apenas entre os meninos com idade olímpica, mas sim no universo completo dos profissionais de futebol.

O valor estimado do astro francês de 21 está na casa dos 200 milhões de euros (pouco mais de R$ 1,1 bilhão).

O time dos garotos mais caros da atualidade vale pouco mais de 1 bilhão de euros (cerca de R$ 5,5 bilhões), um crescimento de 8% em relação ao time do ano passado. Donnarumma, Alexander-Arnold, De Ligt, De Jong, Sancho e Mbappé já estavam na equipe ideal de 2019. Os outros são estreantes no ranking.

CONHEÇA A SELEÇÃO SUB-23 DOS MAIS CAROS DO MUNDO (POR POSIÇÃO)

G - Gianluigi Donnarumma (ITA, Milan) - 55 milhões de euros
LD - Trent Alexander-Arnold (ING, Liverpool) - 110 milhões de euros
Z - Davinson Sánchez (COL, Tottenham) - 60 milhões de euros
Z - Matthijs de Ligt (HOL, Juventus) - 75 milhões de euros
LE - Ben Chilwell (ING, Leicester) ou Alphonso Davies (CAN, Bayern de Munique) - 50 milhões de euros
MC - Rodri (ESP, Manchester City) - 80 milhões de euros
MC - Frenkie de Jong (HOL, Barcelona) - 90 milhões de euros
MAD - Jadon Sancho (ING, Borussia Dortmund) - 130 milhões de euros
MAC - João Félix (POR, Atlético de Madri) ou Kai Havertz (ALE, Bayer Leverkusen) - 90 milhões de euros
MAE - Richarlison (BRA, Everton) - 65 milhões de euros
A - Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 200 milhões de euros

Rafael Reis