PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Profissional aos 16 anos, primo de Haaland também tem números de fenômeno

Albert Tjaaland, jogador do Bryne e primo de Erling Haaland - Divulgação
Albert Tjaaland, jogador do Bryne e primo de Erling Haaland Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

06/03/2020 04h00

Vice-artilheiro da Liga dos Campeões da Europa, com dez gols em sete partidas, e autor de 40 tentos na soma de todas as competições do Velho Continente, Erling Braut Haaland, 19 anos, não é o único garoto bom de bola de sua família.

Filho de um ex-jogador do Manchester City e da seleção norueguesa, o novo astro do Borussia Dortmund tem um primo de 16 anos que acabou de se profissionalizar e que também exibe números dignos de fenômeno.

Albert Tjaaland disputou no último fim de semana sua partida de estreia na equipe principal do Bryne, da segunda divisão norueguesa, que também foi o primeiro clube da trajetória de Haaland nos gramados.

Centroavante como o primo, ele participou dos 15 minutos de um amistoso contra o Egersung, no sábado. E, em uma situação rara para os integrantes da sua família, não conseguiu balançar as redes adversárias.

Assim como acontece com o camisa 17 do Dortmund, o adolescente não costuma ter dificuldades para fazer gols. Foram 64 só nos últimos 37 jogos que disputou pela base do Bryne, marca que nem seu primo alcançou.

"Haaland é uma grande inspiração para mim. É incrível o que ele tem feito e o que mostra a cada partida que disputa", disse Tjaaland, ao jornal norueguês "VG", logo após seu primeiro jogo como profissional.

"Tenho vivido um sonho desde que fui chamado para ingressar no time principal. Não esperava fazer minha estreia tão cedo, menos de um mês depois de completar 16 anos", acrescentou.

De acordo com o "VG", Tjaaland tem "força, velocidade e porte físico" semelhantes aos do primo famoso. A principal diferença em relação ao novo astro do futebol europeu é que ele é destro, e não canhoto.

Haaland jogou apenas 16 partidas no time profissional do Bryne e, curiosamente, não fez sequer um golzinho. Em 2017, ainda com 16 anos, transferiu-se para o Molde, da primeira divisão da Noruega, onde foi treinado por Ole Gunnar Solskjaer, hoje no Manchester United, e começou a despontar no cenário internacional.

No começo do ano passado, foi para o Red Bull Salzburg, time pelo qual disputou a primeira metade desta edição da Champions. Nesse meio tempo, foi artilheiro do Mundial sub-20 de 2019, com nove gols, todos na mesma partida (12 a 0 sobre Honduras, pela fase de grupos).

Contratado pelo Dortmund na janela de transferências de janeiro, Haaland ainda continua vivo na briga por dois títulos nesta temporada.

No Campeonato Alemão, sua equipe é a terceira colocada, com 48 pontos, quatro a menos que o Bayern de Munique. O próximo compromisso é amanhã, contra o Borussia Mönchengladbach, quarto, fora de casa.

Na quarta-feira, o adversário é o Paris Saint-Germain, na França, pelas oitavas de final da Champions. O Dortmund venceu a primeira partida do mata-mata por 2 a 1 e joga por um empate para conseguir a classificação (também pode perder por um gol de diferença, desde que marque ao menos duas vezes).

Rafael Reis