PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Neymar vira o melhor brasileiro na Chuteira de Ouro; líder passa em branco

Neymar comemora vitória do PSG sobre o Reims; atacante já é o melhor brasileiro na Chuteira de Ouro - Franck Fife/AFP
Neymar comemora vitória do PSG sobre o Reims; atacante já é o melhor brasileiro na Chuteira de Ouro Imagem: Franck Fife/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

28/01/2020 04h20

Classificação e Jogos

Com nove gols nas últimas sete rodadas do Campeonato Francês, Neymar virou o jogador brasileiro mais bem classificado na Chuteira de Ouro, troféu concedido anualmente ao principal artilheiro das ligas nacionais da Europa na temporada.

O camisa 10 do Paris Saint-Germain balançou as redes duas vezes na vitória por 2 a 0 sobre o Lille, nesse domingo (27), e chegou a 13 gols na Ligue 1. Com isso, alcançou 26 pontos na corrida pelo posto de goleador máximo do Velho Continente.

Neymar ocupa agora a 15ª colocação no ranking, mesma posição de João Pedro, seu ex-companheiro no Santos, que hoje atua no Cagliari e era até a semana passada o número um isolado dentre os goleadores brasileiros em 2019/2020.

O astro da seleção brasileira vive grande fase após um início de temporada para lá de conturbado. Depois que se recuperou de uma lesão muscular, em novembro, o atacante vem enfileirando um gol após o outro.

A última vez que o craque brasileiro passou em branco em um jogo do Francês foi no dia 22 de novembro. Ou seja, nos últimos dois meses, sua escalação nos jogos do PSG virou certeza de bola na rede.

Apesar da boa fase, Neymar ainda está longe do seu melhor desempenho na Chuteira de Ouro. Em 2015/2016, quando defendia o Barcelona, ele conseguiu somar 48 pontos (24 gols) na briga pelo prêmio.

O Brasil não fatura a taça desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada europeia. O ex-centroavante de Palmeiras e Grêmio também levantou o troféu em 1998/1999. Além dele, apenas Ronaldo (1996/1997) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

O líder da Chuteira de Ouro nesta temporada é o italiano Ciro Immobile da Lazio, que continua com os mesmos 46 pontos da semana passada, já que passou em branco no empate por 1 a 1 com a Roma, no domingo.

O polonês Robert Lewandowski, do Bayer de Munique, e o alemão Timo Werner, do RB Leipzig, têm 42 e 40 pontos, respectivamente, e completam o pódio.

O argentino Lionel Messi, do Barcelona, é o atual campeão e recordista histórico da Chuteira de Ouro. Depois de ganhar em 2010, 2012, 2013, 2017 e 2018, o camisa 10 fez 72 pontos (36 gols) para conquistar o hexa na temporada passada.

Na atual, o camisa 10 ocupa a nona colocação, com 28 pontos. O português Cristiano Ronaldo, da Juventus, que já levou quatro prêmios para casa (2008, 2011, 2014 e 2015), é o quarto, com seis pontos a mais.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da chuteira de ouro

1º - Ciro Immobile (ITA, Lazio) - 46 pontos (23 gols)
2º - Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) - 42 pontos (21 gols)
3º - Timo Werner (ALE, RB Leipzig) - 40 pontos (20 gols)
4º - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 34 pontos (17 gols)
Jamie Vardy (ING, Leicester) - 34 pontos (17 gols)
6º - Sergio Agüero (ARG, Manchester City) - 32 pontos (16 gols)
7º - Erik Sorga (EST, Flora Tallinn) - 31 pontos (31 gols)
8º - Ilia Shrukin (BLR, Energetik-BGU Minks) - 28,5 pontos (19 gols)
9º - Danny Ings (ING, Southampton) - 28 pontos (14 gols)
Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 28 pontos (14 gols)
Marcus Rashford (ING, Manchester United) - 28 pontos (14 gols)
Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Arsenal) - 28 pontos (14 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 28 pontos (14 gols)
Wissam Ben Yedder (FRA, Monaco) - 28 pontos (14 gols)

Rafael Reis