PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Martinelli vira fenômeno na Inglaterra e supera estreia de Neymar na Europa

Gabriel Martinelli carrega a bola antes de marcar um golaço contra o Chelsea - Daniel Leal-Olivas/AFP
Gabriel Martinelli carrega a bola antes de marcar um golaço contra o Chelsea Imagem: Daniel Leal-Olivas/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

23/01/2020 04h00

Neymar chegou à Europa já com 21 anos, carregando a experiência de mais 220 partidas como profissional no Santos, consagrado como protagonista da seleção brasileira e com um título de Libertadores no currículo.

Mas, pelo menos na frequência de gols marcados, a temporada de estreia no futebol de Velho Continente do hoje camisa 10 do Paris Saint-Germain já está sendo superada pela de um adolescente brasileiro que vem sendo tratado como fenômeno na Inglaterra.

Contratado pelo Arsenal em julho, depois de pouco mais de um ano atuando entre os adultos do Ituano (SP), Gabriel Martinelli, de 18 anos, soma 21 jogos, dez gols e 1.120 minutos nos seus primeiros meses de Londres.

Na média, isso significa que ele balança as redes uma vez a cada 112 minutos em que fica no gramado. A marca é melhor que as das temporadas de estreia na Europa de quase todos os meias ofensivos ou atacantes brasileiros que saíram daqui direto para um clube do primeiro escalão neste século.

Neymar, por exemplo, marcou 15 vezes nas 41 partidas em que defendeu o Barcelona em 2013/2014. Considerando apenas período em que efetivamente ficou em campo, fez um gol a cada 189 minutos.

Dos nomes avaliados pelo "Blog do Rafael Reis", o único artilheiro brasileiro mais produtivo que Martinelli no primeiro ano de Europa foi Gabriel Jesus, que marcou um gol a cada 106 minutos nos seus meses inaugurais pelo Manchester City.

O novo xodó do Arsenal chegou chutando portas na elite. Em seu segundo jogo pelo clube, lá em setembro, pela Copa da Inglaterra, já marcou dois gols. Depois, virou a sensação da Liga Europa. Agora, se destacado até nos jogos mais importantes.

Foi o que aconteceu na última terça-feira. No empate por 2 a 2 contra o Chelsea, pela Premier League, Martinelli produziu uma obra de arte. O brasileiro pegou a bola na sua intermediária, aproveitou um escorregão de Kanté e atravessou o campo até encontrar as redes.

"O [técnico Mikel] Arteta fala para eu ir para cima. Então, fiz o que ele pediu", resumiu o garoto, em entrevista à ESPN.

Com o gol marcado no clássico, Martinelli se tornou o primeiro jogador sub-20 do Arsenal a anotar dez tentos em uma temporada desde o francês Nicolas Anelka, que o fez em 1998/1999.

O garoto também é nome certo na seleção olímpica do Brasil, desde que o país consiga a vaga para Tóquio-2020 e o clube inglês o libere para a competição - o atacante teve sua presença no pré-olímpico vetada pelos Gunners.

Apesar do ótimo momento do brasileiro, o Arsenal faz uma temporada bem mequetrefe. Depois de 24 rodadas, ocupa somente a décima colocação do Inglês, com 30 pontos, dez a menos que o Chelsea, quarto, que abre a zona de classificação para a Liga dos Campeões.

Brasileiros na temporada de estreia na Europa

Gabriel Jesus (Manchester City - 2016/17) - 1 gol a cada 106 minutos
Gabriel Martinelli (Arsenal - 2019/20) - 1 gol a cada 112 minutos
Rodrygo (Real Madrid - 2019/20) - 1 gol a cada 155 minutos
Alexandre Pato (Milan - 2007/08) - 1 gol a cada 160 minutos
Gabigol (Inter de Milão - 2016/17) - 1 gol em 183 minutos
Neymar (Barcelona - 2013/14) - 1 gol a cada 189 minutos
Ronaldinho Gaúcho (PSG - 2001/02) - 1 gol a cada 209 minutos
Kaká (Milan - 2003/04) - 1 gol a cada 230 minutos
Adriano (Inter de Milão e Fiorentina- 2001/02) - 1 gol a cada 269 minutos
Robinho (Real Madrid - 2004/05) - 1 gol a cada 320 minutos
Vinícius Jr. (Real Madrid - 2018/19) - 1 gol a cada 581 minutos