PUBLICIDADE
Topo

Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Diretoria sofre pressão interna para demitir Sylvinho, mas Duilio resiste

Sylvinho lamenta erros de passe do Corinthians no clássico contra o São Paulo - Reprodução
Sylvinho lamenta erros de passe do Corinthians no clássico contra o São Paulo Imagem: Reprodução
Conteúdo exclusivo para assinantes
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

20/10/2021 04h00

Com Yago Rudá, do UOL, em São Paulo

A Gaviões da Fiel não está sozinha na pressão para a direção do Corinthians demitir o técnico Sylvinho.

A diretoria comandada por Duilio Monteiro Alves também sofre cobranças internas de conselheiros, incluindo aliados, para demitir o técnico.

Os críticos reclamam que o clube se esforçou para dar ao técnico jogadores de qualidade e com remunerações robustas, mas que ele não consegue fazer o time evoluir, apesar de um crescimento nos primeiros jogos.

A questão financeira faz parte dos argumentos dos descontentes. A análise é que ficar de fora da próxima Libertadores seria uma tragédia para o já combalido cofre Alvinegro. Isso caso o time despenque na tabela.

Existe forte pressão pela conquista da vaga na fase de grupos, o que já assegura uma premiação melhor. Há também o discurso de que cada posição na tabela do Brasileirão é importante por causa da premiação.

Nesse cenário, a troca imediata do treinador seria uma tentativa de evitar que o time caia na classificação. Os críticos não confiam na capacidade de Sylvinho de fazer o Corinthians reagir.

A pressão interna ajuda a compor um quadro altamente desfavorável para o técnico. Nesta terça (19), dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o São Paulo, a Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube, publicou em suas redes sociais manifesto cobrando a saída de Sylvinho.

Nas redes sociais, também é forte a cobrança de torcedores pela troca de técnico. Ou seja, a pressão aconteceu em três frentes: internamente, torcida organizada e torcedores não necessariamente vinculados à uniformizada.

Mesmo assim, Duilio não dá sinais de que esteja disposto a derrubar Sylvinho. Dois cartolas ouvidos pelo blog afirmaram que não há movimentação para mudanças na comissão técnica. Um deles ainda avaliou que o presidente pretende manter o treinador para a próxima a temporada.

No departamento de futebol, o discurso do diretor Roberto de Andrade e do gerente Alessandro é de confiança no trabalho do técnico, apesar da avaliação negativa sobre a atuação do Alvinegro no Majestoso.

Nesse cabo de guerra entre direção e críticos do treinador, Sylvinho precisa fazer a sua parte mostrando evolução do time contra o Internacional, no domingo (24), em Porto Alegre. Se isso não acontecer, o lado contrário a ele vai puxar a corda com mais força ainda.